this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Mon Mar 01 02:17:13 BRT 2021
Empreendedorismo | COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR
Empreender na terceira idade

O empreendedorismo como um caminho para uma vida mais ativa pode ser a solução.

· 25/02/2021 · Atualizado em 01/03/2021
Imagem de destaque do artigo

Você já parou para pensar que as pessoas acima de 60 anos têm altas chances de reunirem características ideais para o empreendedorismo? Com menos medo dos riscos e mais preocupadas com a realização pessoal do que com a rentabilidade, muitas mulheres escolhem o empreendedorismo como um caminho para ter uma vida mais ativa, inclusive após a aposentadoria.

Geralmente, a criação de negócios por pessoas na terceira idade ocorre por dois aspectos:

  1. Oportunidade: a terceira idade é o momento em que há mais tranquilidade, conhecimento e segurança para se fazer o que se sabe ou o que se gosta, muitas vezes pela realização de um sonho;
  2. Necessidade: as condições impostas pelo mercado de trabalho com a priorização da juventude em detrimento da experiência dos mais velhos ou para completar a renda obtida com a aposentadoria.

A experiência e a maturidade profissional são favoráveis a essas empreendedoras e contribuem para o sucesso de qualquer empresa. Mas, assim como em qualquer idade, a decisão pela abertura de uma empresa precisa de uma análise de vantagens e desvantagens, além de planejamento e avaliação das oportunidades.

Então, como começar? Depois de decidir entrar nesse ramo, elaborar um bom plano de negócios, estudar o mercado e buscar capacitação são alguns quesitos básicos. Mas não se preocupe! O Sebrae oferece apoio ao longo de todas essas etapas. Além disso, fique atenta e tenha atitudes ligadas a estes quatro pontos:

  1. Buscar ajuda

Experiência e aptidão são credenciais para a abertura de um negócio, mas não basta para determinar o sucesso do seu empreendimento. Consulte especialistas para conseguir ajuda no amadurecimento da sua ideia e de sua viabilidade, além de saber por onde deve começar.

  1. Investir em capacitação

O conhecimento e as competências adquiridas durante a vida profissional devem estar afiados. Isso deve ser valorizado, mas não pode dispensar mais conteúdo. Por isso, especialize-se na área de interesse do negócio. Faça cursos, participe de seminários, feiras e exposições.

  1. Inovar

Não deixe de observar o que há de novidade no mercado para oferecer produtos ou serviços diferenciados. Inovação implica não só investir tecnologia, mas buscar soluções que tornem a sua empresa sustentável.

  1. Dedique-se

Investir em um negócio exige determinação em qualquer idade. Há muitas pessoas com ideias, mas é preciso ter coragem e atitude para colocá-las em prática. Não ter medo de errar é uma característica de empreendedoras de sucesso.


O conteúdo foi útil pra você?
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado