this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Mon Mar 01 02:22:45 BRT 2021
Empreendedorismo | COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR
Se o varejo mudou, seu negócio também pode mudar

Orientações para sua empresa de varejo lidar com a crise

· 25/02/2021 · Atualizado em 01/03/2021
Imagem de destaque do artigo

A queda no consumo é inevitável em momentos como o que vivemos atualmente. Com o isolamento social e o fechamento do comércio, o varejo se transforma, de modo que é compreensível entender a preocupação das empreendedoras. De uma hora para outra, o orçamento e o planejamento anual tiveram que mudar.

É como prevê a lei da natureza: a gente precisa se adaptar para continuar. E assim a empreendedora sai na frente. Tem área profissional mais versátil que o empreendedorismo?

As empresas que souberem lidar agora com a crise são as que sairão mais fortes quando a normalidade der as caras outra vez.

A fim de apoiar as donas de negócio, o Sebrae criou um material com soluções práticas para o seu empreendimento sair dessa de cabeça erguida e com os pés no futuro.

Geração de caixa


Algumas dicas para melhorar a gestão de caixa neste momento:

1- Defina ações para a situação do caixa e estipule um período para novas avaliações e decisões.

2- É hora de manter a bola no chão. Entenda que a empresa não está agora em modo de crescimento, e sim em modo de sobrevivência.

3- Prepare um plano de negócios com um cenário pessimista, moderado e otimista, admitindo queda de receita.

4- Corte gastos com novos produtos que não gerem retorno em curto prazo. Lembre-se: manter um cliente é mais barato e fácil que cativar um novo. Por que não buscar uma forma de engajar sua base de clientes ativos?

5- Por último, e não menos importante: tente equilibrar o fluxo de pagamentos de fornecedores com seu fluxo de recebíveis.

Cartão corporativo

Para facilitar as finanças da sua empresa e ordená-las melhor, o cartão corporativo é uma ótima opção, pois organiza os gastos e despesas dos funcionários, além de ter prazo maior para pagamento. Outros pontos positivos são a conciliação contábil, que funciona como uma comparação entre valores que saíram e entraram na sua conta. Com o uso do cartão, a comparação fica mais fácil, uma vez que os gastos não se misturam e estão centralizados. Boa parte destes cartões pode ser acompanhada em tempo real, o que traz mais segurança e comodidade às empresas.

Claro que o cartão corporativo é um das alternativas para controlar melhor os gastos do seu negócio, no entanto, é preciso estar atenta para o controle financeiro muito antes de a fatura chegar.

Convoque o RH e diretoria

Converse com o RH de sua empresa e diretoria para decidirem, juntos, as necessidades mais sensíveis e medidas essenciais a serem tomadas. É preciso preparar uma comunicação interna clara e eficiente, migrar o trabalho para home office, informar medidas de proteção e saúde aos funcionários, entre outras. É importante também dispor do amparo legal de um advogado para ter mais informações e de forma mais acessível.

Questões trabalhistas

Saiba como agir de forma legal:

1- O RH deve comunicar os funcionários que tiveram contato com algum colaborador contaminado pelo coronavírus e recomendar quarentena de 14 dias. O sigilo nominal dos contaminados precisa ser mantido.

2- O Decreto nº 10.282/2020, da Medida Provisória nº 927/20, define os serviços essenciais que seguem funcionando em caso de isolamento compulsório.

3- Vale assinar um termo de consentimento com os funcionários que optarem por trabalho remoto. A MP dispensa a exigência de acordos individuais ou coletivos, assim como o registro prévio da alteração de contrato de trabalho.

4- Não são válidos acordos verbais. Registre por escrito tudo o que for decidido entre você e os seus funcionários.

5- Fique atenta às mensagens enviadas fora do horário de expediente, a não ser que estejam previstas no acordo de trabalho remoto assinado por ambas as partes.

6- Uma forma de não haver abono nem desconto de férias futuras é deliberar um período de recesso, bem como uma licença remunerada;

7- Uma saída para funcionários que não vão trabalhar no período de quarentena é estipular um banco de horas. Nesse caso, não se deve ultrapassar 2 horas extras por dia no período de até 18 meses.

Vendas e operação online

1- Fique on. Se sua empresa não tem uma operação online, conte com parceiros com esse tipo de experiência para poder migrar para a internet. Dê preferência a plataformas marketplace, já que desenvolver uma nova leva mais tempo.

2- Procure vitrines virtuais para valorizar sua empresa no digital.

3- Dê mimos para os seus clientes como uma forma de apoiar você: cupons digitais, vouchers e afins.

4- Aproveite seus canais digitais para atualizar os clientes sobre horários de funcionamento ou fechamento de sua loja.

5- Mostre seu posicionamento e atuação diante da pandemia através de suas campanhas digitais e confira se elas estão alinhadas com o momento e contexto atual.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado