ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Empreendedorismo
Histórias de Sucesso: Uma estrela que ensina
A orfandade e as dificuldades de Ascenção de Maria Fonseca não foram empecilho para que ela se tornasse uma grande empreendedora, hoje dona da Escola Ana Nery.
  • A boa educação como lema
  • Recompensa pela força
  • Colaboradores

Ascenção de Maria Fonseca teve uma infância desprovida da presença de seu pai, e sua história de vida é uma daquelas em que a criança deixa de ser criança para ajudar a sustentar a família, geralmente numerosa. Teve o seu primeiro emprego no início da adolescência e logo descobriu que possuía potencial para assumir grandes responsabilidades.

Talvez na infância não imaginasse que se tornaria uma empreendedora de sucesso, mas com certeza este sonho permeava, fazer algo para alcançar uma vida melhor. Tem dedicado sua vida à educação, ao crescimento de sua escola, que leva em conta que o melhor que se pode dar a uma criança, depois dos afetos, é a educação de qualidade.

A boa educação como lema

A orfandade é sempre a maior tristeza de uma criança. Pode-se perder a casa, uma mesa farta, o direito à escola, mas a maior dor ainda será sempre a perda dos pais, cujo afeto é o abrigo mais importante da infância. O iniciar da vida de Ascenção de Maria, órfã de pai desde pequena, foi muito pobre. Desde cedo teve necessidade de fazer alguma coisa para ajudar a mãe a sustentar a família.

Na adolescência vendia lanches para garantir uma pequena renda que alimentava os irmãos. Em seguida conseguiu um emprego na biblioteca de uma escola particular de 1ª a 4ª série. Como se destacava por sua eficiência na realização de suas responsabilidades na biblioteca da escola, logo ganhou uma promoção, passando a gerenciar a secretaria da escola. 

Em determinado período a escola começou a enfrentar dificuldades e esteve prestes a encerrar suas atividades. Foi quando os donos do estabelecimento pediram a Ascenção e seu marido que tomassem conta do negócio. Os dois passaram então a gerenciar a escola, investiram todos os seus recursos financeiros na recuperação da atividade do estabelecimento e passaram a administrá-lo. Um processo de mudança foi iniciado, Ascenção buscou financiamento bancário, e não tendo conseguido, precisou desfazer-se de alguns bens para investir na escola. Mas o que mais contou nesta luta quase solitária foi a sua visão empreendedora. 

Problemas com inadimplência dos clientes a obrigaram a deixar a escola sem funcionamento por um período de um ano. A solução veio de suas próprias ideias inovadoras, com o investimento em cursos de capacitação, que fizeram com que a escola se reerguesse e passasse a viver dias de glória. Com os funcionários capacitados, a escola passou a oferecer melhores serviços e a satisfação dos clientes foi garantida.

Recompensa pela força

No primórdio de seu funcionamento, a escola tinha apenas o ensino fundamental, de 1ª a 4ª série. Com o gerenciamento de Ascenção, passou a contar com cursos de Patologia, Enfermagem e Magistério. As decisões são tomadas em conjunto com a família e compartilhadas com o corpo de funcionários. As ideias de Ascenção contemplam para o futuro a abertura de uma filial da escola.

Colaboradores

Gestor de conteúdos: Maikon Richardson; Design gráfico: Rauan Maia; Revisão de texto: Liliane Ramos, Camila Melo; Digitalização: Camila Melo.

Fonte: Histórias de Sucesso: Mulheres de Negócios do Amapá. Macapá: Sebrae/Ap,2007

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora