this is an h1

this is an h2

Mercado e Vendas | PREÇO
Aprenda a formar preço de venda

Uma dúvida frequente que muitos empreendedores têm é saber se o preço de venda é justo e competitivo. Confira.

· 04/01/2022 · Atualizado em 12/01/2022
Imagem de destaque

Um desafio para a maioria dos empreendedores está em calcular o preço de venda de seus produtos e serviços, principalmente aqueles que estão iniciando. Geralmente, esse é um item que entra no planejamento empresarial, uma vez que precisa ser pensado de forma ampla e eficiente para o sucesso do negócio.

Porém, para que o preço de venda gere o maior lucro possível e que a empresa tenha um bom posicionamento no mercado que, por sua vez, é bem competitivo, é necessário fazer algumas considerações. Confira!

O que é preço de venda?

Antes de aprender a formar o preço de venda do seu negócio, é importante entender o significado da palavra, que basicamente é o cálculo feito para definir o valor do que o empreendimento irá vender.

Nessa margem, independente do segmento da sua empresa, é importante levar em conta:

  • Custos de produção: todo o valor gasto pelo empreendimento para produzir o produto/serviço;
  • Calcular todas as despesas: ou seja, saber o real valor gasto para vender o seu produto;
  • Lucro obtido: retorno financeiro de tudo que vendeu.

Preço de venda: como calcular?

Para poder formar o preço de venda dos produtos é importante entender também a diferença entre preço e valor. O preço está associado à quantidade de dinheiro investido naquele produto, desde sua concepção. Geralmente o preço é baseado através de uma análise de mercado. 

Já o valor é algo mais atemporal e está associado às vantagens que o serviço ou produto possui. Se ainda assim restar alguma dúvida, não deixe de conferir o material exclusivo que temos no curso “Como definir preço de venda''.

Agora que você já sabe diferenciar o significado de preço e valor, é preciso analisar o equilíbrio entre:

  • Preço de mercado
  • Valor dos custos (fixos, variáveis, diretos e indiretos)
  • Despesas totais da empresa

É importante considerar que o valor do serviço/produto que irá oferecer deve ser comparado ao valor da matéria-prima que será investida nele. Tudo isso deverá ser adicionado às despesas fixas e variáveis que uma venda incorpora, desde custos de funcionários, espaço físico, água e luz e entre outros.

Veja um exemplo:

Uma pizzaria cobra por 1 pizza o valor de R$50,00. Para chegar até esse preço de venda ela teve de incluir nesse cálculo os seguintes custos:

  1. Ingredientes: R$15,00 (custos diretos: fornecedores) 
  2. Proporcional do empreendimento: R$15,00 (custos indiretos e fixos: água, energia elétrica, gás, aluguel do estabelecimento)
  3. Produção: R$10,00 (valor gasto com a mão de obra, atendente e entregador, ou seja, colaboradores)
  4. Lucro: R$10,00 (aqui o lucro é o responsável pelo crescimento da empresa)

Para entender melhor sobre os tipos de custos e despesas, deixamos abaixo um documento com infográficos e uma planilha para você preencher com o cálculo de preço de venda. Basta clicar nos arquivos para fazer o download.

Saber formar preço de venda é tão importante quanto o investimento em estratégias de marketing para anunciar seus serviços e produtos e até mesmo quanto à qualidade dele.

Mas, sabemos da dificuldade que muitos empreendedores têm em saber se o preço é justo e competitivo. No Sebrae,  o curso “Quais os passos para a definição de preço de produtos e serviços”  e a consultoria “Custos e formação de preço” podem te ajudar neste sentido.

Além disso, deixamos abaixo um vídeo para você entender de maneira mais dinâmica o conceito de preço de venda.

 


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora