SUCESSÃO FAMILIAR

Empresas familiares: resolvendo conflitos com soluções eficientes

Empreender em família não precisa ser uma grande dor de cabeça: saiba como adotar medidas práticas para acabar com os desentendimentos.

  • Como surgem os conflitos

Geralmente, a história começa assim: um casal inicia um pequeno negócio e os filhos crescem observando o esforço dos pais e aos poucos vão sendo inseridos na empresa.

A maioria dos problemas na empresa familiar envolve disputas por dinheiro ou poder e está diretamente ligada à relação entre os membros da família. 

Ao passo que família e empresa crescem, aumentam também as chances de sucesso e de conflito. Mas sabia que é possível até mesmo tirar vantagem do conflito?

Neste conteúdo, que faz parte da série “Negócio na prática”, vamos trazer algumas sugestões para você encontrar saídas eficientes para os possíveis conflitos em empresas familiares.

Você será orientado sobre:

  • O que é empresa familiar?
  • Como surgem os conflitos;
  • 6 dicas para resolver conflitos.

Agora, a especialista em negócios Michele Andreza de Freitas Carvalho, com a colaboração de Antonio Carlos de Matos e de Armando Lourenzo Moreira Junior, explica como colocar em prática ações para deixar a sua empresa e a sua família em perfeita harmonia.

Como surgem os conflitos
  • Como resolver conflitos

A maioria dos problemas na empresa familiar envolve disputas por dinheiro ou poder e está diretamente ligada à relação entre os membros da família.

7 possíveis causas de conflitos em empresas familiares

1. Os pais acreditam que todos os filhos devem trabalhar na empresa e um ou mais dos filhos não têm interesse e/ou aptidão para o negócio;

2. Um dos irmãos se sente preterido nas decisões da empresa em relação aos demais ou sente que trabalha mais que os outros e deveria ser mais valorizado;

3. Filhos que não trabalham na empresa querem opinar nos negócios e outros membros da família discordam;

4. Os filhos constituem suas próprias famílias, agregando novos membros na relação empresa-família, que começam a opinar ou trabalhar na empresa;

5. As novas gerações desejam alterar a forma como a empresa é administrada e implantar inovações, mas os mais velhos acreditam que “em time que está ganhando não se mexe”, por exemplo;

6. Parentes (tios, primos, sobrinhos) são escolhidos para trabalhar na empresa por causa do grau de parentesco, e não pela competência em contribuir com o negócio;

7. Há divergência na escolha do sucessor do fundador da empresa.</p

Como resolver conflitos
  • Como surgem os conflitos
  • Material de apoio

Ao aceitar os conflitos (familiares ou não) como parte do dia a dia dos negócios e tirar o melhor proveito deles, as empresas tendem a crescer.

Achar o ponto em comum

Toda empresa tem uma razão de existir, na maioria das vezes é gerar dinheiro e lucro para os sócios. Se todos estiverem interessados em fazer a empresa ganhar mais dinheiro, os problemas serão analisados a partir do resultado final que se espera.

Melhorar a comunicação

Podemos dizer que a melhor maneira da família se preparar para resolver conflitos é conversando e discutindo com racionalidade sobre como resolvê-los antes que aconteçam. A falta de disposição em ouvir opiniões diferentes e julgá-las sem preconceitos pode levar a empresa a não reinventar seu modelo de negócio e, muitas vezes, quebrar. Melhorar a comunicação na empresa é fundamental.

Fazer um Acordo Familiar

O acordo familiar é um conjunto de regras e de normas que determina como será a relação entre a família, os sócios e a empresa. Cada família deve definir os itens que constarão em seu Acordo Familiar.

  • A família deve discutir cada problema que pode surgir ao longo da existência da empresa e definir em conjunto como resolvê-los.
  • Documentar por escrito essas decisões prévias para consultá-las sempre que preciso.
  • Pegar assinatura de todos os membros da família no acordo familiar.

Não esqueça que familiares que não trabalham na empresa não recebem salário (pró-labore), mas legalmente têm direitos sobre a empresa. Por isso pode ser importante incluí-los nas grandes decisões do negócio, tanto nas definições do Acordo Familiar quanto do Conselho Familiar.

Constituir um Conselho Familiar

O Conselho Familiar é um grupo de pessoas que se reúnem periodicamente para a tomada de decisões sobre determinados assuntos. Ele pode conter ainda pessoas externas à empresa, como outros empresários e consultores terceirizados.

Dicas para a constituição de um Conselho Familiar

Participantes: podem ser incluídos todos os membros da família ou alguns que representam o interesse de todos e pessoas externas à empresa, como outros empresários e consultores.

Periodicidade: é importante decidir quando o conselho vai se reunir e por quanto tempo, levando em consideração o objetivo dessas reuniões.

Objetivo: através do conselho, muitas empresas familiares decidem o código de ética, fazem o planejamento estratégico, avaliam como está o cumprimento das metas estabelecidas, definem os critérios para ingresso de membros da família na empresa, decidem o processo de preparação de herdeiros e de sucessão na gestão da empresa. É também o momento de resolver problemas, conflitos e crises da empresa.

Incluir terceiros na resolução de conflitos

Ao surgirem conflitos, é possível optar por buscar ajuda de terceiros, ou seja, pessoas que não são membros da família e não fazem parte da gestão do negócio para mediar os conflitos, como consultores terceirizados, empresários parceiros, coaches em liderança. O papel destes mediadores é auxiliar as partes interessadas a chegar a um consenso.

Coloque em prática

Para colocar as dicas em prática, pode ser interessante que a empresa faça um diagnóstico da origem dos conflitos e pense, em conjunto, sobre como resolvê-los. Inspire-se na tabela abaixo e aplique a metodologia à sua empresa.

Material de apoio
  • Como resolver conflitos

E então? Se sente mais seguro e mais próximo da resolução dos conflitos por conta de a empresa ser familiar? Nós esperamos ter contribuído com o seu aprendizado. Se quiser, você ainda pode se informar sobre:

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: