CAPACITAÇÃO PARA INOVAÇÃO

Petrobras Conexões para Inovação

Módulo Startups

Sobre a iniciativa

Já pensou em receber recursos de até R$ 1,5 milhão de reais para desenvolver uma tecnologia que soluciona desafios da Indústria de Petróleo, Gás e Energia?

Conheça o Petrobras Conexões para Inovação. A primeira iniciativa, uma parceria entre a Petrobras e o SEBRAE, incentivará o desenvolvimento de startups e pequenas empresas inovadoras por meio de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I).

O programa prevê o lançamento contínuo de editais de chamada pública de projetos e desafios de inovação, com recursos oriundos na cláusula de investimento em P,D&I da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Na chamada de 2019, serão investidos até dez milhões de reais e contemplados até 10 projetos, com valores entre R$ 500 mil e R$ 1,5 milhão de reais.

 As empresas selecionadas terão vantagens como:

  • obter ajuda na superação dos desafios dos anos iniciais, período entre a prova de conceito da solução inovadora e a geração de receitas pela produção;
  • gerar mais produtos, serviços e modelos de negócios inovadores;
  • participar gratuitamente do Programa de Empreendedorismo Tecnológico do Sebrae.

Entre outros benefícios, a iniciativa prevê:

  • suporte financeiro para os projetos de P,D&I;
  • interação com o corpo técnico da Petrobras;
  • capacitação empresarial para posicionamento de mercado e estruturação de planos de negócios;
  • participação em Demo Days com as tecnologias desenvolvidas.

Como participar

Destacamos abaixo algumas regras. Para conhecer todas, acesse o edital na íntegra.

Quem pode participar

Startups, microempresas e empresas de pequeno porte brasileiras, incluindo as de base tecnológica, conforme definições abaixo:

  • Startup: empresa emergente (pessoa jurídica) inovadora com potencial de crescimento rápido e contínuo, em busca de viabilizar um produto, serviço ou modelo de negócios inovador. Nessa chamada pública, a startup deve estar enquadrada como microempresa ou empresa de pequeno porte.
  • Microempresa: empresa classificada como de micro porte conforme critérios estabelecidos pelo BNDES.
  • Empresa de pequeno porte: empresa classificada como de pequeno porte conforme critérios estabelecidos pelo BNDES.

Esse edital não contempla os microempreendedores individuais (MEI).

Temas tecnológicos

Área tecnológica: Robótica

  • Desafio: Reduzir o tempo e o número de pessoas empregadas nas atividades de preparação e de limpeza de tanques de carga de plataformas.
  • Solução Esperada: Sistema, ferramenta, veículo autônomo ou controlado remotamente para aumentar a produtividade na remoção e logística de resíduos sólidos.

Área tecnológica: Robótica

  • Desafio: Aumentar a janela operacional das atividades de inspeção visual externa do casco (filmagem submarina); e limpeza da incrustação marinha em pontos específicos.
  • Solução Esperada: Veículo autônomo submarino ou remotamente controlado de baixo custo.

Área tecnológica: Robótica

  • Desafio: Reduzir o tempo de indisponibilidade do tanque através do aumento da produtividade da medição de espessura.
  • Solução Esperada: Drone com dispositivo para medição de espessura (ME) embarcado, devidamente qualificado pela Sociedade Classificadora (SC). Sistema para tratamento de dados e geração automática dos relatórios de ME no padrão das SC.

Área tecnológica: Wearables

  • Desafio: Aprimorar os procedimentos, planejamento e monitoramento das operações através da disponibilidade de informações fisiológicas e biomecânicas dos trabalhadores com foco em segurança e produtividade.
  • Solução Esperada: Sistemas de monitoração, diagnóstico e planejamento das atividades baseados em dados fisiológicos e biomecânicos obtidos através de wearables.

Área tecnológica: Tecnologias Imersivas

  • Desafio: Aprimorar o processo de planejamento e delineamento de intervenções em plataformas.
  • Solução Esperada: Sistema para gerenciamento de imagens imersivas (fotos e vídeos 360º) e navegação interativa (street view) e eventualmente streaming em tempo real (quando houver disponibilidade de banda de comunicação).

Área tecnológica: Inteligência Artificial

  • Desafio: Aumento da previsibilidade das demandas de compra e contratação de materiais de construção de poços (tubulares, cestas, forjados, brocas etc.). Redução de custos de armazenagem (onshore e offshore) e de embalagens.
  • Solução Esperada: Sistema baseado em inteligência artificial capaz de analisar os dados históricos de consumo e estimar a previsão de demanda futura otimizando a gestão de estoque de materiais de construção de poços.

Área tecnológica: Sensores

  • Desafio: Otimização das atividades de inspeção e manutenção.
  • Solução Esperada: Sonda de alta sensibilidade para detecção de hidrogênio in loco em unidades de produção, refino e dutos de transporte.

 

  • Desafio: Tecnologia para auxiliar na identificação de pontos de corrosão e para gerar relatórios que orientem a tomada de decisão das equipes. Otimizar gestão da manutenção, reduzir prazos e custos dos serviços de manutenção de pintura.
  • Solução Esperada: Solução de fácil aplicação no campo para contribuir no combate da corrosão atmosférica em plataformas. Exemplo: Drone e software para delineamento de pintura e dimensionamento de falhas em esquemas de pintura.

 

Área tecnológica: Captura de CO2

  • Desafio: Tecnologias compactas para separação e captura de CO2, para operar em estruturas offshore. Reduzir custos e aumentar a eficiência dos processos de captura e reinjeção de CO2 em estruturas offshore.
  • Solução Esperada: Soluções disruptivas para captura de CO2.

Área tecnológica: Utilização de CO2

  • Desafio: Tecnologias mais eficientes para utilização e/ou conversão de CO2 em químicos, combustíveis, petroquímicos, agregados etc., reduzindo a emissão de CO2 na atmosfera.
  • Solução Esperada: Soluções disruptivas para utilização do CO2.

 

Área tecnológica: Tratamento de Água

  • Desafio: Nanotecnologia aplicada a membranas de filtragem, adsortivos (superfícies sólidas capazes de reter determinadas moléculas), sensores e processos de degradação química utilizados no tratamento de água e efluentes. Aumentar a eficiência dos processos e reduzir custos, contribuindo para o monitoramento da qualidade da água. Redução de espaço e peso dos sistemas de tratamento de água produzida offshore.
  • Solução Esperada: Nanotecnologia para tratamento de águas e efluentes em plataformas marítimas de produção de petróleo.

 

  • Desafio: Reproduzir, em grande escala, experimentos realizados com sucesso em laboratório, para aumentar a eficiência dos processos de refino de petróleo, petroquímica e conversão de biomassa.
  • Solução Esperada: Fabricar catalisadores e adsorventes na escala de 1 – 100 kg como MVP (produto mínimo viável), para processos de refino, petroquímica e biocombustíveis.

 

Área tecnológica: Armazenamento de Energia

  • Desafio: Aumentar a eficiência de armazenamento da energia produzida a partir de fonte solar ou eólica.
  • Solução Esperada: Software ou novos materiais para sistemas de armazenamento de energia. Soluções que resolvam o efeito da intermitência na geração de energia por meio de fontes renováveis, solar e eólica, que levam a problemas de estabilidade e fornecimento de energia elétrica.

Área tecnológica: Inteligência Artificial

  • Desafio: Analisar imagens e prever com antecipação possíveis mudanças meteorológicas responsáveis pela interrupção ou oscilação na produção de energia.
  • Solução Esperada: Sistema para minimizar os impactos da intermitência da geração fotovoltaica a partir da previsão por meio de imagens de satélites e de câmeras locais.

Área tecnológica: Machine Learning

  • Desafio: Antecipar a possibilidade de paradas, perdas de desempenho e outras variações em sistemas de produção de energia solar ou eólica.
  • Solução Esperada: Sistema de machine learning preditivo sobre o desempenho e disponibilidade de sistemas de geração de energia elétrica.

Área tecnológica: Robótica

  • Desafio: Inspeção de equipamentos em áreas de difícil acesso demandam uma redução da exposição ao risco.
  • Solução Esperada: Dispositivo autônomo para inspeção de torres anemométricas ou aerogeradores.

Área tecnológica: Captação de Energia Submarina

  • Desafio: Equipamentos instaláveis em sistemas submarinos e capazes de produzir até 10W.
  • Solução Esperada: Tecnologias para captação de energia ambiente, permitindo que sistemas submarinos de baixo consumo (até 10W) operem com autonomia. Exemplos: efeito seebeck, fotovoltaico (iluminação do veículo submarino operado remotamente – ROV), mini turbina etc.

Conheça o edital e não perca essa oportunidade de impulsionar o seu negócio

Apresentações presenciais

Assista ao lançamento da iniciativa, realizado no dia 05/07.

Assista à última apresentação presencial do edital, realizada no dia 04/09.

DATA

HORÁRIO

DIA

CIDADE

LOCAL

ENDEREÇO

05/07

14h

SEX

Rio de Janeiro

Casa Firjan

Av. Ernestino Borges, 740. Laguinho

10/07

10h

QUA

Belo Horizonte

Sebrae/MG

Rua Dr. Marinho de Gusmão, nº 46, Centro

18/07

14h

QUI

Recife

Cesar Apolo

Cais do Apolo, 563, Recife/PE (Em frente ao Tribunal Regional do Trabalho)

23/07

10h

TER

São Paulo

Escola de Negócios Sebrae

Alemeda Nothmann, 598, Campos Elíseos

24/07

10h

QUA

São Carlos (SP)

Paço Municipal

Rua Episcopal, 1575, Nucleo Residencial Silvio Vilari 

01/08

10h

QUI

Vitória

Auditório do Edivit (Petrobras)

 Av. Nossa Senhora da Penha, 1688, Barro Vermelho

06/08

14h

TER

Campinas (SP)

Unicamp

Avenida Alan Turing, 345, Cidade Universitária Zeferino Vaz (Prédio do Vértice)

07/08

10h

QUA

Curitiba

Sebrae/PR

Rua Caeté, 150 - Prado Velho

12/08

14h

SEG

Salvador

Torre Pituba - Petrobras (Petrobras)

 Av. Antônio Carlos Magalhães, 1113, Pituba

22/08

10h30

QUI

Porto Alegre

Unidade de Negócios do Sebrae

 Av. Senador Salgado Filho, 135, Centro

23/08

10h

SEX

Florianópolis

Sebrae/SC

Rod. SC 401, Km 01, lote 02, Parque Tecnológico Alfa - João Paulo

26/08

14h

SEG

Rio de Janeiro

Parque Tecnológico da UFRJ

R. Paulo Emídio Barbosa, 485 - Cidade Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro

04/09 14h30 QUA Brasília  SebraeLab Parque Tecnológico de Brasília, Lote 4, Edifício de Governança (BIOTIC), Bloco B, Térreo

  

 

Outros eventos de divulgação do edital:

DATA

HORÁRIO

DIA

CIDADE

LOCAL

ENDEREÇO

10/07

19h

QUA

Macapá

Sebrae/AP

Av. Ernestino Borges, 740. Laguinho

25/07

09h

QUI

Maceió

Sebrae/AL

Rua Dr. Marinho de Gusmão, nº 46, Centro

01/08

16h

QUI

Aracaju

Sebrae/SE

Av. Tancredo Neves, 5500, Bairro América

02/08

08h

SEX

Aracaju

Sebrae/SE

Av. Tancredo Neves, 5500, Bairro América

05/08

15h

SEG

Manaus

Sebrae/AM

Rua Leonardo Malcher, 924, Centro

05/08

13h

SEG

Porto Alegre

uMov.me Arena

Rua Professor Cristiano Fischer, 464, Petrópolis

06/08

14h

TER

Caxias do Sul (RS)

Unidade de Negócios do Sebrae

Rua Sinimbú, 816, Centro

07/08

16h

QUA

Campina Grande (PB)

Sebrae/PB - SebraeLab

Av. Consul Joseph Noujain Habib, 800, Bairro do Catolé

07/08

10h

QUA

João Pessoa

Sebrae/PB

Auditório do Centro de Tecnologia - CT, Cidade Universitária da UFPB

08/08

09h

QUI

Porto Velho

Auditório do Sebrae

 Av. Campos Sales, 3421, Olaria

08/08

14h

QUI

Pelotas (RS)

Parque Tecnológico de Pelotas

Av. Domingos de Almeida, 1785, Areal

13/08

14h

TER

São Leopoldo (RS)

Unitec – Unisinos

Av. Unisinos, 950, Cristo Rei

21/08 15h QUA Natal  Auditório Sebrae/RN  Av Lima e Silva, 76, Lagoa Nova
22/08 14h QUI Fortaleza Hotel Praia Centro  Av. Monsenhor Tabosa, 740
26/08 9h SEG Rio Branco Auditório do Sebrae  Av. Ceará, 3693, 7º Bec
26/08 08h30 SEG  Teresina Sebrae/PI, Sala 102 do CEE   Avenida Campos Sales, 1046, Centro

Inscrições

 Inscreva-se aqui entre 1° de agosto e 22 de setembro de 2019.

Para elaborar seu projeto, consulte as perguntas frequentes e os materiais adicionais disponibilizados.

Não deixe para o último dia!

 

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: