this is an h1

this is an h2

Mon Jan 31 17:04:10 BRT 2022
Finanças | MEIO ELETRÔNICO DE PAGAMENTO
Veja as 5 maquininhas de pagamento mais baratas do mercado

Separamos as máquinas de cartão mais modernas, com mais recursos e mais baratas para ampliar as possibilidades de compra dos seus clientes

· 31/01/2022 · Atualizado em 31/01/2022
Imagem de destaque do artigo

Se você está em busca de uma máquina de cartão barata para ampliar as possibilidades de compra dos seus clientes, saiba que no mercado há dezenas de opções cada vez mais modernas e com mais recursos que facilitam as transações de diferentes marcas como Pagseguro, Stone, Cielo, Rede, InfinitePay, SamUp, Mercado Pago, SafraPay, C6 Pay e SuperGet.

Segundo especialistas em investimentos, observar o melhor custo-benefício dos aparelhos, não significa, a longo prazo, que a aquisição será a mais vantajosa para todos os negócios. Isso porque, nem sempre a máquina mais barata é a que oferece as melhores taxas do mercado, ou ainda, a máquina mais barata na modalidade portátil pode não ser a mais barata na modalidade fixa.

Além disso, a depender do volume negociado, do local da transação e dos recursos que o empreendedor necessita, talvez a mais barata talvez não seja, necessariamente, a melhor. Se o empresário precisar de um recurso específico como aceitar PIX, ou imprimir comprovante, não são todas que aceitam.

Outros fatores que pesam na decisão final é que algumas máquinas necessitam de outros aparelhos para funcionar como celular ou tablet, e há ainda as que cobram taxas de transferência para o banco do empreendedor, o que pesa no fim do mês. No entanto, se a intenção é conhecer apenas o custo-benefício de cada máquina considerando preço de compra e as tarifas para pagamentos no débito e no crédito, essas são as melhores opções:

Minizinha NFC do PagSeguro

Esta máquina é a mais barata e uma das mais populares do mercado, custando R$ 11,50 ou 12x de R$ 0,96. Como toda a linha de aparelho PagSeguro, não possui aluguel, e após finalizar a aquisição ela se torna definitivamente do empreendedor.

Suas taxas, atualmente, são de 1,99% em vendas no débito; 3,19% em vendas no crédito à vista; e 3,79% ao mês em compras parceladas.

Pontos altos são o pagamento por aproximação, devido à tecnologia NFC, poder ser usada tanto por pessoas físicas como jurídicas, possuir 5 anos de garantia, e não cobrar taxas para transferir o saldo da conta PagBank para o banco do empreendedor. Essa transferência, no entanto, não acontece de modo automático, ela não imprime comprovante de venda, apenas o envia por SMS, redes sociais ou e-mail, e não opera sozinha, precisa ser pareada a um celular compatível com o sistema Android ou iOS usando a conexão Bluetooth. Também não aceita PIX ou QR Code.

Ton T1

A segunda opção mais barata é a Ton T1 da rede Stone. A depender do plano adquirido, o preço da máquina e das taxas variam. Com o plano básico, o custo do aparelho é de R$ 11,88 ou 12X de R$ 0,99, mas as taxas, nesse caso, não são as mais atrativas. Suas taxas, atualmente, são de 1,99% em vendas no débito, 4,99% em vendas no crédito à vista e 22,59% no crédito parcelado.

Vale ressaltar, que se a mesma máquina for adquirida pelo plano Giga Ton, seu custo unitário é de 12X de R$ 9,90 e as tarifas são de 1,45% no débito, 2,90% no crédito à vista e 9,99% no crédito parcelado.

Ainda assim, pode ser uma boa alternativa para pequenos empreendedores que não têm grande volume de vendas. Como vantagens há a não cobrança de aluguel, o uso para PF e PJ, a possibilidade de receber o saldo em períodos diferentes (1, 14 e 30 dias), a gestão de vendas se dá via aplicativo, não há cobrança para a transferência da conta Stone para a conta do empreendedor, mas, assim como a opção anterior, a transferência do saldo não acontece automaticamente. As desvantagens são a necessidade de um celular ou tablet (Android superior ao 4.1) para operar, a limitação da leitura do cartão apenas por chip e a não impressão do comprovante de venda, que é enviado somente por SMS, redes sociais ou e-mail.

Point Mini do Mercado Pago

A terceira opção mais barata é a Point Mini do Mercado Pago, cujo custo de aquisição é de 12X de R$ 3,33 e, atualmente, suas taxas são de 1,99% para compras no débito; 3,03% para compras no crédito à vista; e 3,60% para compras no crédito parcelado.

As vantagens dessa linha são aceitar pagamento via aproximação, não cobrar aluguel, ser bom tanto para PF quanto PJ, possibilitar o resgatar o saldo em 1, 14 ou 30 dias, ter aplicativo próprio para a gestão de vendas, não cobrar taxas para transferir da conta Mercado Pago para o bando do empreendedor, e também não é preciso ter outros aparelhos para operar, já que funciona via pacote de dados e Wi-fi. Como desvantagem, não imprime comprovante de venda, apenas o envia por SMS, redes sociais ou e-mail, e não transfere o saldo automaticamente para a conta bancária do empresário.

SafraPay Mini

A quarta opção mais barata do mercado é a SafraPay Mini, que custa 12X de R$ 4,80 ou R$ 57,60. Atualmente, suas taxas são de 1,98% no débito, 3,79% no crédito à vista e 8,40% no crédito.

Considerada prática, compacta e com boa velocidade, é recomendada para microempreendedores, prestadores de serviços e trabalhadores autônomos. Pontos altos são aceitar pagamento via aproximação, aceitar PIX e QR Code, o comprovante pode ser enviado por SMS, redes sociais e e-mail e é possível resgatar o saldo na hora, em 1 ou 30 dias. Seu funcionamento é via Bluetooth com aparelho celular ou tablet, e não é preciso ter um programa específico. Além disso, não possui cartão pré-pago, todos os anteriores possuíam, a transferência de saldos não é automática e é cobrada uma taxa para que aconteça.

De acordo com as regras do aparelho, o faturamento mínimo necessário por mês terá de ser R$ 1,0 mil. E ter uma conta bancária também é um dos requisitos para poder adquirir e utilizar o aparelho.

Minizinha Chip 3 do PagSeguro

A quinta opção mais barata disponível é a Minizinha Chip3 custando R$ 82,80 ou 12X R$ 6,90, com taxas atuais de 1,99% no débito, 3,19% no crédito à vista e 3,79% no crédito parcelado. A versão 3 é a atualização da antiga Minizinha Chip 2, só que com mais benefícios. Como toda a linha de aparelho PagSeguro, não possui aluguel, e após finalizar a aquisição ela se torna definitivamente do empreendedor.

Boa para PF e PJ de qualquer ramo de atividade, pode ser adquirida por quem tem conta bancária, mas se o empreendedor não tiver, é possível solicitar o cartão gratuito PagBank. Entre seus benefícios, esse modelo já vem com chip e pacote de dados gratuitos e pode ser usado com GPRS ou Wi-fi, ou seja, não precisa de celular compatível, nem de Bluetooth; além disso, aceita pagamento por aproximação, mas não gera QR Code ou aceita pagamento via PIX. Um ponto listado como desvantagem na transição da Minizinha Chip 2 para a 3 é o tempo de duração da bateria, que era de 10 e foi para 6 horas.

Com o passar dos anos, novas tecnologias são criadas para melhorar a relação do empreendedor com seu cliente, e novos aparelhos tendem a aparecer no mercado. Mais uma vez, o conselho dos especialistas é prestar atenção na lista de vantagens e facilidades que as marcas apresentam, em que o custo da máquina é apenas um dos pontos observados. Junto com ele estão as taxas cobradas, o modelo jurídico do empreendimento, se MEI, empresário individual, autônomo etc., a reputação da empresa, a segurança que ela oferece e a transparência das suas informações e é claro, nas funcionalidades de cada maquininha.

Telegram

Quer acompanhar dicas e novidades sobre gestão financeira?
Participe das Comunidades Sebrae, no Telegram.

Acesse e conheça todas as comunidades,
uma delas fala sobre o seu negócio!



O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora