Mon Jul 27 11:42:21 GMT-03:00 2020
Finanças | PAGAMENTO

Como pagar os fornecedores durante a crise do coronavírus?

Veja nossas dicas para negociar com os parceiros com segurança e estratégia.

· 02/04/2020 · Atualizado em 27/07/2020

Confira as dicas

A pandemia do novo coronavírus desencadeou uma crise econômica que atinge diretamente as pequenas empresas. Desde o início do problema, o Sebrae fortaleceu o seu apoio aos empreendedores, com orientações, dicas, capacitações e conteúdos especiais para enfrentar esse momento difícil com o mínimo de prejuízo aos negócios.

Um dos desafios, principalmente para as empresas que tiveram de paralisar suas atividades, é manter o pagamento aos fornecedores. A única saída aqui é renegociar. Por isso preparamos algumas dicas para ajudar o empresário nessa tarefa.

1. Planeje-se

O primeiro passo é fazer um planejamento para levantar o que a sua empresa realmente precisa, estabelecer as prioridades e definir do que pode abrir mão. Isso é muito importante no momento da negociação com o fornecedor, pois garante a firmeza das suas propostas e dos seus argumentos de negociação.

2. Reveja prazos de pagamento entrega

Você vai precisar de um tempo para refazer o caixa do seu negócio e voltar a ter a receita de antes da crise. Por isso, você pode negociar com seu fornecedor pagamentos para quando a situação de confinamento começar a ficar mais flexível.

3. Não crie um clima de disputa

Um acordo entre empresa e fornecedor é o melhor que pode acontecer nesse momento. Não faça ameaças ou outros gestos que crie um clima de disputa entre as partes. Tente fortalecer os laços para aumentar a confiança e a credibilidade na relação comercial. Saiba que ele também está passando pelas mesmas dificuldades que você e quer manter os clientes.

4. Pesquise o mercado

Para negociar melhor, é fundamental fazer uma pesquisa de mercado. Faça a cotação com pelo menos quatro fornecedores diferentes de cada produto para ter mais condições de barganhar, conseguir preços melhores e até rever o valor do que você paga por determinados produtos.

5. Crie uma rede de parceiros

Tente ampliar o leque dos seus fornecedores para evitar possíveis surpresas negativas no decorrer das negociações. Para isso, crie uma rede de parceiros, estabelecendo uma relação de confiança e proximidade. Para isso, honre seus compromissos, pagamentos e acordos.

6. Seja racional

Ao negociar com o fornecedor, é importante agir racionalmente, controlando as emoções para não demonstrar ansiedade, nervosismo ou desespero. Informe-se o máximo possível, cuide da maneira como se expressa e da postura corporal para mostrar que você está seguro do que propõe.

Veja também

Nós reunimos alguns outros conteúdo interessantes para ajudar você a dialogar com seus fornecedores e fazer bons negócios com eles.

Assista

No canal no YouTube do Sebrae, você também encontra vídeos sobre esse e outros temas que te ajudam a enfrentar a crise do coronavírus e minimizar os danos à sua empresa.

Aqui você vê uma entrevista com Will Pedrosa, da Braveman, que fala sobre a dificuldade de encontrar bons fornecedores e que, para evitar perrengues, é preciso estar sempre atento ao estoque dos produtos, além dos prazos.

Como encontrar bons fornecedores e manter o estoque em ordem

Mercado Azul

Por falar nisso, nós temos uma vitrine de negócios em que dá para encontrar empresas que podem fornecer produtos e prestar serviços, comparar as melhores e contratar aquela mais adequada para a sua empresa. Acesse e encontre bons fornecedores.

Capacite-se

Prepara-se para lidar com as dificuldades na gestão do seu negócio agora com a crise provocada pelo coronavírus. Nós temos um curso online e gratuito sobre como comprar bem e de bons fornecedores. Matricule-se já.

Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora