this is an h1

this is an h2

Tue Feb 08 15:36:12 BRT 2022
Empreendedorismo | ECONOMIA CRIATIVA
Incubadora e aceleradora: qual a diferença entre elas?

Entenda qual desses modelos de apoio a novos negócios melhor se encaixa na sua empresa

· 17/01/2014 · Atualizado em 08/02/2022
Imagem de destaque do artigo

No universo empreendedor, o termo incubadoras de empresas já é bastante conhecido. Entretanto, existem soluções diferentes além da incubação para apoiar novos negócios. Afinal, empresas com estágios e objetivos diferentes precisam de apoio de formas diferentes. As aceleradoras oferecem apoio baseadas em um modelo diferente de necessidade, focadas como o próprio nome indica, no potencial de crescimento em velocidade. 

Veja as principais diferenças entre os modelos de apoio a empresas:


Incubadoras aceleradoras
Apoiam pequenas empresas de acordo com alguma necessidade governamental ou regional. Podem ajudar, por exemplo, um negócio de telecomunicações em um estado que precisa de expansão nessa área Não são focadas em uma necessidade prévia, mas em empresas que tenham o potencial para crescerem muito rápido. Justamente por isso, aceleradoras buscam startups escaláveis (e não somente uma pequena empresa promissora)
Precisam de um plano de negócio mais estruturado para conseguir apoio público Apostam mais em boa ideia, sem a necessidade de tanta burocracia
Lideradas por gestores com experiência em mediar poder público, universidades e empresas São geridas por empreededores ou investidores experientes
Baseiam-se no modelo tradicional de consultaria Organizam-se com sessões de mentoring (sejam em palestras ou conversas entre empreendedor e mentor).

Qual o modelo certo para a sua empresa?

Para escolher o modelo ideal para sua empresa, comece avaliando quais são os objetivos do seu negócio. Em geral, se sua startup está em busca de uma inovação radical ou de um modelo de negócios escalável e repetível, procure uma aceleradora. Mas se o seu modelo de negócios é mais baseado na economia tradicional, é provável que o ideal seja procurar uma incubadora.

Empresas com estágios e objetivos diferentes precisam de apoio de formas diferentes. 


Independentemente de qual das duas escolher, o importante é saber que esse tipo de apoio pode trazer insights significativos para o seu negócio, além de investimentos e possibilidades de expansão.

Se você quer saber mais sobre a gestão de novos negócios, confira a página de startups do Sebrae. Até a próxima!

Autor convidado: Yuri Gitahy, fundador da Aceleradora.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora