ABERTURA DE EMPRESA

Ponto de venda: estratégias e dicas para acertar na escolha

Escolher o ponto de venda ideal é fundamental para o sucesso do negócio. Da preparação ao fechamento do contrato: todo momento conta. Confira!

  • 16 estratégias

São muitas as estratégias para se levar em conta na hora da abertura de uma empresa. Mas uma dela é primordial: o ponto de venda. É porque o ponto comercial, principalmente quando se trata do comércio varejista, é fundamental para o bom desempenho das vendas.

Questões como acesso físico, tráfego de pedestres, número de concorrentes no entorno e facilidade para estacionamento devem ser consideradas antes de decidir o local para o comércio.

A análise da loja deve considerar as perspectivas internas e externas, a experiência de compra, o contato com os vendedores e o momento de fidelização e relacionamento com o cliente

16 estratégias
  • Dicas

1. Estabeleça o perfil do consumidor que pretende atingir;

2. Defina o produto a ser oferecido;

3. Avalie o contrato, as condições de pagamento e o prazo do aluguel;

4. Verifique se o preço é compatível com sua capacidade de investimento, com o prazo de retorno e o movimento esperado;

5. Observe a facilidade de acesso, a visibilidade, o volume do tráfego, o local para estacionamento e o nível de ruído;

6. Verifique as condições de higiene e de segurança;

7. Cheque a proximidade de concorrentes e similares;

8. Atente para a facilidade de aquisição de matéria-prima e recrutamento de mão de obra, ou seja, verifique a existência de pessoas especializadas nas imediações;

9. Verifique se o local atende às especificações do projeto, em termos de área adequada à produção e/ou serviços prestados, proximidade com o mercado consumidor e fornecedores e solicite a busca prévia de localização junto à prefeitura, com o objetivo de verificar possíveis impedimentos em relação à montagem do negócio, tendo em vista o plano diretor urbano do município;

10. Levante várias alternativas de pontos para poder comparar e definir o melhor lugar para o negócio;

11. Observe o movimento dos locais escolhidos durante vários dias e em horas alternadas;

12. Fale com os proprietários dos estabelecimentos vizinhos para tentar descobrir qual é o valor médio de compra dos imóveis da região;

13. Verifique a infraestrutura oferecida - luz, água, telefone - e as facilidades de acesso;

14. Prefira pontos que tenham estacionamento próprio ou nas proximidades;

15. Escolha o lado da rua onde faz sombra à tarde, quando o movimento é maior;
dê preferência para lojas no nível da rua e sem recuo, para aumentar a visibilidade;

16. Procure pontos próximos à entrada principal, às escadas rolantes, à praça de alimentação ou junto às lojas-âncora dos shoppings.

Dicas
  • 16 estratégias
  • Você sabia?

Colocar-se no lugar do cliente é uma ótima estratégia para analisar o ponto de venda.

Apesar de todas as dicas acima, ainda é bom lembrar que a análise da loja deve considerar as perspectivas internas e externas, a experiência de compra, o contato com os vendedores e o momento de fidelização e relacionamento com o cliente.

Vamos pensar na escolha do ponto da perspectiva do cliente?

A primeira impressão deve garantir:

  • Visualização: beleza, estímulos visuais e bom gosto;
  • Acesso: localização do ponto, acesso para deficientes, estacionamento e segurança;
  • Conveniência: serviços oferecidos pela loja.

Mesmo que a gente goste de pensar que é a primeira impressão a que fica, a segunda impressão também conta muito. É nela que o cliente vai poder reparar:

  • Ambientação: luz correta, cores, música ambiente e odores agradáveis;
  • Layout: disposição de displays, prateleiras e bancadas, espaço bem aproveitado, mapeamento de gôndolas por visualização;
  • Merchandising: fluxo conduzido de clientes, destaques de produtos.

Ainda assim, é na terceira impressão que se dá a experiência de compra e contato com vendedores Neste momento, contam:

  • Abordagem: contato dos vendedores com o cliente, boa educação, boa apresentação, liberdade para o cliente, boa informação sobre os produtos, rapidez no atendimento e perguntas-chave;
  • Facilidades: bônus, facilidades de pagamento, descontos, serviços adicionais.

Já na quarta e última impressão é onde acontece a fidelização e o relacionamento. É o momento de encerramento da compra. Nesta fase são considerados:

  • Cadastro de clientes: sorteios, promoções, cartão-fidelidade, traçar o perfil dos clientes;
  • Relacionamento pós-venda: mala-direta, cartões de aniversário e datas comemorativas, etc.

Você sabia?
  • Dicas

A questão da localização do ponto de vendas não pode ser dissociada dos outros componentes do marketing. Considerando os 4 PS, deve-se buscar a coerência entre o PONTO (localização), o PREÇO, o PRODUTO e a PROMOÇÃO. O P de Ponto tem caráter de vida longa, enquanto os outros “Ps” podem sofrer ajustes e serem reorientados de forma tática mais facilmente.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: