ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Wed Dec 04 10:12:01 GMT-03:00 2019
Empreendedorismo
O MEI é obrigado a contribuir para a Previdência Social?
Saiba se o MEI é obrigado a contribuir com a previdência e quais as vantagens ele tem ao contribuir.
Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

A contribuição para a previdência é obrigatória para todos os trabalhadores, no entanto o microempreendedor individual - MEI é obrigado a contribuir também com a Previdência Social, o que para ele não se torna uma desvantagem.

O que resulta para o MEI dessa contribuição é uma das principais vantagens da formalização.

A partir do momento em que ele se formaliza como MEI, ele  passa a ter os mesmos direitos dos trabalhadores assalariados.

O que inclui nesses direitos?

  • Aposentadoria;

  • Salário-maternidade;

  • Auxílio-doença, por exemplo.

Veja abaixo as vantagens da contribuição do MEI

  • Já podemos iniciar pela porcentagem que ele contribui com a Previdência que é de apenas 5% do valor do salário mínimo;

  • Aposentadoria: para as mulheres  aos 60 anos e para os homens aos 65 anos de idade que contribuir por pelo menos 180 meses (15 anos);

  • Auxílio-doença e aposentadoria por invalidez: para o MEI que contribuir por ao menos 12 meses;

  • Salário-maternidade: à empresária MEI com pelo menos 10 meses de contribuição;

  • Auxílio-reclusão: este ponto serve para  os dependentes do MEI,  caso ele seja preso após ter contribuído por pelo menos 18 meses;

  • Pensão por morte: se o MEI teve menos de 18 contribuições e se o casamento ocorreu há menos de dois anos a Previdência paga para a família por 4 meses;

  • Pensão entre 3 anos ou  até a pensão vitalícia: isso acontece se o MEI contribuiu por 18 meses ou mais e seu casamento ocorreu mais de dois anos antes de seu falecimento.

Saiba mais

O Sebrae pode ajudar você com este e outros assuntos, basta acessar o Portal Sebrae no Amapá e tirar muitas outras dúvidas. 

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Converse online com o Sebrae

Tire suas dúvidas em tempo real e receba dicas sobre os seus negócios
diretamente dos nossos especialistas em pequenas e microempresas.
Um serviço gratuito para você.

Converse agora