ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Finanças
Produtos e Serviços Bancários - MG
Produtos e serviços para melhorar a competitividade da sua empresa
  • Produtos e Serviços
  • Consumidor bancário
  • Reclamações

Produtos e Serviços

As instituições bancárias são fornecedoras dos pequenos negócios, pois oferecem um conjunto de produtos e serviços disponibilizados pelo mercado financeiro para pessoas e empresas, que vai além da oferta de empréstimos e financiamentos. Assim, contribuem para melhorar a gestão da empresa e para aumentar sua competitividade. 

Conheça alguns produtos e serviços financeiros para difrentes áreas de pequenos negócios:

Área Financeira/Contas a Receber

  • Aceitação de Cartão
    Benefícios: redução da inadimplência, aumento das vendas, segurança, melhora no controle diário de caixa e gestão da empresa.
    Pontos de atenção: custos com mensalidades, taxa de manutenção, descontos e tipo de solução/tecnologia adotada.
  • Cobrança Bancária
    Benefícios: redução da inadimplência, segurança, melhora no controle diário de caixa e gestão da empresa.
    Pontos de atenção: custos e controle de recebimentos.

Área Financeira/Contas a Pagar

  • Cartão Empresarial
    Benefícios: segurança, controle e organização nas transações financeiras, controle de gastos por meio de extratos detalhados.
    Pontos de atenção: custos e controle de recebimentos.
  • Débito Automático
    Benefícios: comodidade, organização, redução do risco de atraso de pagamentos.
    Pontos de atenção: necessidade de maior controle da conta-corrente.

Área Financeira/Empréstimos e Financiamentos

  • Antecipação de Recebíveis
    Benefícios: acesso rápido a recursos finnaceiros.
    Pontos de atenção: taxa de juros, antecipações constantes, descontrole financeiro.
  • Empréstimos de Capital de Giro
    Benefícios: pode viabilizar oportunidades de mercado
    Pontos de atenção: aplicação adequada do recurso, taxas de juros negociadas.
  • Financiamento
    Benefícios: possibilidade de investimentos para modernização do negócio.
    Pontos de atenção: prazos, taxas de juros e aplicação adequada do recurso.

Área Administrativa

  • Conta Corrente
    Benefícios: relacionamento bancário, segurança e comodidade nas transações financeiras.
    Pontos de atenção: custo das tarifas bancárias.
  • Gerenciador Financeiro
    Benefícios: redução de despesas bancárias, organização, comodidade e mobilidade na realização de transações bancárias.

Área de Gestão de Pessoas

  • Pagamento Eletrônico de Salários
    Benefícios: segurança, economia de tempo, inclusão bancária dos funcionários.
    Pontos de atenção: possiblidade de aumento de despesas, necessidade de abertura de conta para os funcionários.
  • Cesta de Produtos para Funcionários
    Benefícios: Aumento da disponibilidade de caixa.
    Pontos de atenção: descontrole finnaceiro dos funcionários 

A maioria dos produtos e serviços financeiros listados são tarifados pelo sistema financeiro, mas é importante negociar diretamente com os bancos, que costumam flexibilizá-las conforme o nível de relacionamento com o cliente. 

Consumidor bancário

Conheça os direitos e deveres do consumidor bancário:

  • Custo Efetivo Total: instituições financeiras devem informar ao cliente o valor do Custo Efetivo Total na forma de taxa percentual anual, antes da contratação de um produto ou serviço e quando for solicitado pelo cliente. O valor também deve ser divulgado em propagandas de crédito, como a taxa de juros, valor das prestações, etc.
  • Cópia dos contratos: o cliente tem o direito de exigir uma cópia do seu contrato, mesmo depois de contratada ou encerrada a operação.
  • Estorno de lançamentos indevidos: ao verificar um lançamento incorreto na conta, tanto a débito quanto a crédito, é importante avisar imediatamente o gerente ou o atendente da instituição para que seja providenciada a correção e/ou devolução do valor (estorno).
  • Cópia dos comprovantes dos movimentos na conta corrente: é possível solicitar cópia de cheques, avisos de lançamentos e depósitos. Este procedimento pode demorar alguns dias e tarifas podem ser cobradas pela emissão das cópias.
  • Sustação de cheques: se necessário, é possível bloquear o pagamento de um cheque emitido (sustar um cheque), mas é necessário cumprir os requisitos solicitados pela instituição, como levar o Boletim de Ocorrência para a devida documentação e efetuar o pagamento de tarifas, por exemplo.
  • Regularização de cheques sem fundos: caso a empresa tenha o nome incluído no CCF – Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos, é possível regularizar a situação resgatando o cheque devolvido junto ao credor, ou seja, pagando a ele o valor devido.
  • Encerrar conta corrente: Geralmente os gerentes tentam manter a conta, mas é direito do cliente encerrá-la quando quiser. Ele deve protocolar o pedido na agência bancária e guardar o comprovante do pedido. Cuidado com a emissão de cheques pré-datados, pois eles podem ser lançados após o encerramento da conta.
  • Portabilidade do crédito: Todo consumidor tem direito de levar uma operação de crédito para outra instituição financeira que ofereça condições mais favoráveis. Se o cliente tem um empréstimo com uma taxa mais alta, pode verificar se outra instituição aceita assumir aquela operação cobrando taxas menores.
  • Portabilidade do cadastro: As instituições financeiras devem fornecer a seus clientes todas as suas informações cadastrais. Com a portabilidade cadastral, o cliente pode transferir os seus dados, sem custo, de um banco para outro, o que facilita a sua análise pelo novo banco.

Reclamações

Após a decisão da Secretaria Nacional do Consumidor de equiparar os microempreendedores individuais a consumidores finais, os microempreendedores podem utilizar a rede de proteção ao direito do consumidor para reclamações. Os dois canais principais são:

  • Portal do Consumidor – Por meio do portal, o Microempreendedor Individual pode se comunicar diretamente com as empresas que se comprometeram a receber, analisar e responder as reclamações de seus consumidores em até 10 dias.
  • PROCONS – O Microempreendedor Indivdual deve comparecer pessoalmente ao PROCON de sua região ou fazer contato por telefone. Acesse o Portal do Consumidor para pesquisar o Procon mais próximo de você.

Outros Canais

  • Juizados Especiais Cíveis (Pequenas Causas): órgãos da Justiça Comum criados para julgamento mais acelerado e simplificado dos processos de pequenos valores (até 40 salários mínimos). Podem ser acionados por pessoas físicas maiores de 18 anos e microempresas.
  • Justiça comum: em vários casos, a solução de uma demanda somente poderá ser resolvida por meio de uma ação na justiça. Para isso, será necessária a contratação de um advogado, de preferência especializado na área cível ou do consumidor, para ajuizar uma ação junto à justiça comum.
  • Serviço de Atendimento ao Cliente – SAC: por telefone é possível fazer transações e resolver a maioria dos problemas, sem a necessidade de comparecer à agência ou ficar restrito ao horário de atendimento bancário. O SAC tem horário de funcionamento maior do que o das agências. 
  • Ouvidoria da própria instituição: canal específico para realizar reclamações e cobranças como, por exemplo, a demora de um estorno solicitado, atendimento insatisfatório, etc. 
  • Banco Central do Brasil (BACEN):  órgão fiscalizador do Sistema Financeiro Nacional. Caso não haja solução do problema junto ao SAC ou à Ouvidoria da instituição financeira, ou se o cliente deseja fazer uma denúncia de irregularidade, ele deve recorrer ao BACEN. Além do atendimento presencial nas cidades onde possui representação (Brasília, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo), o BACEN também atende por carta, fax, telefone (0800 979 2345) ou pelo site


Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos


O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Converse online com o Sebrae

Tire suas dúvidas em tempo real e receba dicas sobre os seus negócios
diretamente dos nossos especialistas em pequenas e microempresas.
Um serviço sem custos para você.

Converse agora