CANAL DE DISTRIBUIÇÃO

10 dicas básicas de redes sociais para os pequenos negócios

Aprenda aqui o que há de mais fundamental para a sua empresa ter uma presença digital cativante e, ao mesmo tempo, estratégica.

As redes sociais já são parte da vida da maioria dos brasileiros. O Brasil é o país que mais usa as redes na América Latina. Segundo o relatório “Digital in 2017”, feito pela We Are Social em parceria com a Hootsuite, no Brasil quase 140 milhões de usuários utilizam as redes sociais diariamente, ou seja, 58% da população. Por isso, as redes sociais são poderosas ferramentas de comunicação para os empreendedores de pequenos negócios.

Se você não sabe por onde começar ou quer melhorar o que já tem, siga as 10 dicas de ouro para redes sociais.

1. Defina a persona
Determinar os traços do seu público-alvo é fundamental. Você precisa saber informações como idade, gênero, localização e renda média. Isso é o mínimo. E se já fez o seu plano de negócio, tem todos esses dados. No entanto, a persona tem um nível maior de detalhamento. 

A diferença entre o público-alvo e a persona é que aquele contém características mais abrangentes, enquanto este caracteriza compradores reais, que vão embasar as decisões estratégicas de redes sociais.

Utilizar uma persona é uma das melhores maneiras de realizar ações bem-sucedidas. Você pode fazer pesquisa diretamente com os seus clientes, procurando conhecer quais são seus gostos, preferências, hobbies e dores.

Quer ver um exemplo?

Juliana, classe média, brasileira, 23 anos, universitária, trabalha em um escritório de contabilidade e sua renda é de um salário mínimo. Mora com os pais em Itumbiara, no interior de Goiás. Seu hobby é sair para dançar nas boates sertanejas da cidade. Gosta de estar sempre bem-vestida e na moda. Por precisar pagar a faculdade, não compra produtos muito caros.

Dessa forma, fica muito mais fácil acertar as ações e saber exatamente o que seus clientes querem.

2. Conheça as redes sociais, como funcionam e qual é o público de cada uma 
Quando falamos em redes sociais, a maior parte das pessoas pensa imediatamente em Facebook. E não é para menos, essa é a rede mais famosa que existe e, no Brasil, o número estimado é 86 milhões de usuários.

Mas existem outras redes sociais que podem ser exploradas. O Instagram tem um nível de engajamento fortíssimo. Ou seja, por meio dele, muito mais do que likes, você pode obter envolvimento, interação e relacionamento com os seus clientes. 

O LinkedIn é a maior rede social voltada para o mercado de trabalho. É ideal para interagir com os usuários, divulgar a marca e até mesmo recrutar funcionários. Para ajudar as pequenas empresas, o LinkedIn lançou uma série de guias. 

O Twitter é a rede social conhecida pelo número de caracteres limitados: 280. Os usuários do Twitter são ligados em tecnologia, ciência e cinema. 

O YouTube é uma rede social excelente para ganhar popularidade por meio de vídeos. Tome cuidado apenas com a qualidade da imagem e do som. Mas você não precisa de uma câmera e de um microfone profissionais, nada disso! É importante que os espectadores possam ouvir com clareza e que a imagem tenha uma qualidade legal, como não estar tremida nem embaçada. Na internet, você consegue achar umas dicas bem legais sobre como fazer vídeos para internet.

Pinterest é uma rede social em que as pessoas buscam e fornecem ideias sobre vários assuntos: moda, bem-estar, saúde, decoração, corte de cabelo, penteado, frases de inspiração, artesanato e muitas outras coisas. 

3. Escolha a qualidade em vez de quantidade
Nem todas as redes sociais serão adequadas para o seu negócio e para as metas e objetivos que definiu. Por dois motivos. Primeiro porque a maioria dos empreendedores de pequenas empresas precisa administrar as próprias redes.

Além disso, se você entendeu o propósito de cada rede social e criou personas, deve saber onde seus clientes e potenciais clientes preferem interagir. Concentre seus esforços lá, compartilhando conteúdo de qualidade e que resolva seus problemas.

Vamos ver como as empresas podem estar presentes nas redes sociais? 

  • Se você é um artesão ou artesã, tem empresa de roupas ou de bijuterias, o Pinterest e o Instagram são boas opções.
  • Se a sua empresa é da área de TI ou uma startup, o Twitter pode ser uma boa opção.
  • Se você é um produtor de mel, por que não fazer vídeos com receitas com mel como ingrediente e colocar no YouTube?
  • Se a sua empresa atende outras, foque o LinkedIn.

Vá para onde está o seu público e entregue valor. Você será recompensado por isso.

4Planeje-se
Assim como tudo na vida, para uma atuação nas redes sociais, você também vai precisar de planejamento.

Defina metas nas redes sociais. Use a estrutura de metas de Smart – objetivos específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e com tempo determinado. Por exemplo, “vou aumentar o número de fãs na página da minha empresa no Facebook de 700 para 1,1 mil em três meses”.

Crie um calendário. Pense em datas comemorativas, períodos de promoção e outros conteúdos que valham a pena ser compartilhados.

5. Conteúdo relevante
Coloque-se no lugar do cliente, da persona que você criou e pense o que eles querem saber da sua empresa. Se você tem uma loja de roupas, por que não dar dicas de como combinar cores e quais são as últimas tendências? É uma boa oportunidade de mostrar seus produtos. 

Preste sempre atenção no que os seus clientes querem. Não é porque você gosta mais de goiabada que de chocolate que os seus clientes também pensam assim. Às vezes um conteúdo que não te agrada vai tocar os seus clientes.

E não se esqueça de atualizar sempre suas redes sociais com informações como telefone, endereço, dias e horários de atendimento. Imagine se seus clientes quiserem saber se sua loja vai ficar aberta no feriado e não encontrarem nenhuma informação nas redes? Fique ligado!

6. Imagens
Uma imagem vale mais que mil palavras. Tão clichê e tão verdade! GIFs, memes, fotografias, figuras, gráficos e vídeos têm muito mais engajamento do que textos. 

7. Crie relacionamento 
Não basta colocar seus posts nas redes e não interagir com os internautas. Isso cria uma impressão de desleixo. Responda, curta os comentários, faça um filtro para apagar eventuais comentários desrespeitosos.

Mais de 80% dos clientes espera que uma empresa responda em 24 horas. Então, na hora de responder, mostre a experiência de sua empresa e não hesite em usar um pouco de humor. 

Outra ideia para criar relacionamento humanizando sua empresa pode ser postar fotos de você e seus funcionários no trabalho, em atividades cotidianas, na área de produção, ou comemorando aniversários.

8. Programe os posts 
Já que você fez o planejamento e tem um calendário com as postagens, faça a programação e libere espaço na sua agenda. Existem várias ferramentas gratuitas que permitem essa facilidade.

9. Encontre inspiração de marcas bem-sucedidas 
Não tem problema nenhum usar como inspiração as estratégias de sucesso. Veja as redes sociais de empresas bem-sucedidas no mesmo ramo que o seu e use-as como inspiração para fazer suas próprias campanhas. Só não vale copiar, ok?

10. Monitore os resultados 
Teste e avalie a sua estratégia. Analise dados como: número de cliques por postagem, alcance de posts, horário de publicação, conteúdo, número de visitas. Depois, faça os ajustes necessários com base nos resultados para melhorar o desempenho cada vez mais.

Autoria: Elisa Rosa, mestra em Comunicação e analista do Sebrae Nacional 

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: