this is an h1

this is an h2

Wed Jul 20 17:03:16 BRT 2022
Finanças | GESTÃO FINANCEIRA
Como controlar e reduzir a inadimplência em sua empresa

A falta de pagamento por parte da clientela é sempre uma preocupação para os empresários. Aprenda como controlar esse problema e reduzir a inadimplência.

· 14/06/2022 · Atualizado em 20/07/2022
Imagem de destaque do artigo

A inadimplência sempre foi um dos grandes problemas para os empresários. No caso dos micro e pequenos negócios, a falta de pagamento por parte da clientela, pode representar um risco ainda maior para a sobrevivência da empresa. A situação pode se tornar uma bola de neve para o empreendedor e assim, trazer prejuízos sérios ao capital de giro e à toda operação financeira do negócio.

Segundo o Serasa Experian, com a crise econômica provocada pela pandemia, a inadimplência atingiu 5,44 milhões de as MPE’s  em fevereiro de 2022, representando um aumento de 0,5% em comparação ao mesmo período de 2021. Controlar esse problema é responsabilidade dos gestores que devem implementar medidas e ações para não comprometer, por exemplo, o fluxo de caixa.

Na prática, a inadimplência prejudica o caixa das empresas pois reduz a disponibilidade de recursos. Imagine que você tem uma entrada de caixa prevista para um determinado dia. Quando ela não ocorre, os pagamentos previstos para esse mesmo dia e, para os próximos, estarão seriamente comprometidos.

Se você está passando por uma situação de clientes insatisfeitos, vamos te ajudar! Continue a leitura.

Cinco formas de controlar a inadimplência

  • Coloque em prática a cobrança instantânea

Inicie a cobrança, por telefone, entre 3 e 10 dias do atraso do pagamento. Além disso, é essencial entrar em contato com o cliente inadimplente antes de completar 30 dias do título vencido. De acordo com Serasa, a chance de receber a dívida é de 60% nos primeiros 30 dias, e cai ao longo do tempo.

  • Na hora de cobrar, seja amigável e flexível

A abordagem é um fator essencial na hora de efetuar a cobrança. Lembre-se de tratar o cliente inadimplente da mesma forma que os demais. É certo que você precisa cobrar, mas isso precisa ser feito de forma cordial e amigável, não de maneira agressiva ou ríspida.

Lembre-se, segundo o artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor, “na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”.

  • Ofereça vantagens para clientes que pagam em dia

Essa dica é essencial para evitar casos de inadimplência. Dessa forma você incentiva o seu cliente a ser um bom pagador. Você pode oferecer um brinde, cupons de desconto ou bônus para as próximas compras. Com esses “agrados”, o cliente sempre se esforçará mais para pagar o que deve nas datas combinadas.

  • Mantenha o cadastro dos clientes atualizados

Manter o cadastro de clientes sempre atualizado é necessário para saber como efetuar a cobrança, quando ocorrer. Além das informações de contato, a ficha do seu cliente deve demonstrar o perfil de compras e o comportamento de pagamento, informações fundamentais para auxiliar na concessão de crédito e nos tipos de acordo que podem ser oferecidos ainda na cobrança.

  • Crie um sistema de cobranças aberto a negociações

Assim como as vendas, as cobranças precisam de um sistema, com profissionais especializados e, principalmente, estratégias. Por isso, crie uma rotina de cobrança, designe uma pessoa e horários para fazer os contatos. Também é essencial negociar com o cliente, mostrar disposição para facilitar o pagamento e deixar claro a vontade de mantê-lo como consumidor.

Aprenda mais sobre o assunto nos artigos abaixo:

Gostou das dicas? Receba mais conteúdos como este no grupo do Telegram do Sebrae. Acesse:  https://t.me/sebraemei


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora