Fri Jun 06 14:03:54 GMT-03:00 2014
Organização | PRODUÇÃO

Como usar corretamente a manipueira

O líquido amarelado que sai da mandioca é muito poluente, mas técnicas corretas permitem seu uso como adubo, vinagre e até sabão.

· 07/01/2014 · Atualizado em 03/06/2014

A manipueira é um líquido de cor amarelada que sai da mandioca depois que ela é prensada, durante a processo de fabricação da farinha.

Despejada na natureza, a manipueira provoca a poluição do solo e das águas, causando grandes prejuízos ao meio ambiente e ao homem. Esse despejo pode e deve ser evitado com a utilização de técnicas corretas de manejo da casa de farinha.

Veja as formas de aproveitamento da manipueira:

  • Adubo:

A manipueira pode ser utilizada para fertilizar o solo, tornando-o mais rico em nutrientes e servindo também para controlar os vermes que prejudicam o desenvolvimento das plantas. O uso no solo deve ser feito 24 horas após sua produção.

Para fertilizar o solo recomenda-se a diluição na água na proporção de 1 para 1. Aplicar de 2 a 4 litros por metro de sulco de cultivo, deixando o solo descansar por 8 ou mais dias após a aplicação. Para a semeadura, deve-se revolver bem o solo.

Para fertilização foliar, recomenda-se diluição de 1 para 6 ou mais (1 litro de manipueira para 6 ou mais litros de água). Pulverizar as folhas das culturas com o líquido diluído. Fazer 1 aplicação por semana (mínimo 6 semanas / máximo 10 semanas).

  • Pesticida:

Pode-se pulverizar 3 ou mais vezes sobre a plantação, com descanso de 1 semana entre cada aplicação. O agricultor deve realizar testes numa pequena área do cultivo, para saber a dosagem ideal para a plantação.

- Controle de pragas: em fruteiras maiores como laranjeiras, limoeiros, goiabeiras e mangueiras, recomenda-se pulverizar diluições de 1 para 1.

- Controle de insetos: nas plantas de pequeno porte, como maracujazeiro ou abacaxi, pode-se pulverizar uma diluição de 1 para 2.

- Como carrapaticida: na pulverização de rebanho, com 3 aplicações semanais. Recomenda-se diluições de 2 para 2 acrescidos de 1 litro de óleo vegetal.

- Culturas de hortaliças: para berinjela, pimentão e tomate, recomenda-se pulverizar diluições de 1 para 3 ou mais.

- Controle de formigas: é recomendado despejar 1 litro de manipueira pura em cada olheiro, que depois deve ser fechado.

  • Vinagre:

Coar a manipueira 2 vezes com um pano limpo, colocar no decantador e, depois, deixar ao sol, sem tampar o recipiente, por um período de 15 dias. Depois disso, se deve abrir a torneira e retirar o líquido puro obtido (vinagre), tendo o cuidado de não agitar o material depositado no fundo do decantador. O vinagre deve ser coado e colocado em garrafas PET limpas e com tampas, para evitar a evaporação.

Dica importante para adicionar essência de frutas ao vinagre: antes de colocar a manipueira no decantador, misture as frutas picadas e amassadas com um garfo.

Como fazer o decantador:

  • 1 tubo de PVC de 100 mm com cerca de 1,20 m de comprimento
  • 1 torneira de PVC
  • 1 tampão (TAP) para tubo de PVC de 100 mm
  • 1 tubo de cola para PVC

- Colocar o tampão em uma das extremidades do tubo.

- A 20 cm dessa extremidade, furar o tubo de PVC de 100 mm com uma faca ou canivete aquecido, de forma a introduzir a torneira de PVC e fixá-la.

Dica: Evite mexer ou mudar a posição do decantador quando estiver decantando a manipueira.

  • Tijolos:

A grande vantagem do processo de fabricação de tijolos com manipueira é ser ecologicamente correto, pois não consome água, nem há necessidade de ir ao forno, economizando importantes recursos naturais.

Como fazer:

  • Misturar manipueira em quantidade suficiente para se obter a consistência adequada para o molde ao barro próprio para fabricação de tijolos.
  • Depois de moldar as peças, deixar secar dois dias ao sol. Não é necessário queimar ou assar.

Dica importante: não se recomenda o uso de tijolos feitos com manipueira para a construção de reservatório de água.

  • Sabão:

Material necessário:

  • 3 quilos ou litros de gordura animal
  • 7 litros de manipueira
  • 250 gramas de sabão em pó
  • 1 copo (300 ml) de polvilho (goma)
  • 1 quilo de soda cáustica

Como fazer:

1. Derreter os 3 kg de gordura animal e depois colocar todos os ingredientes numa vasilha (balde plástico ou bacia de alumínio) e misturar bem.

2. Deixar ao sol para secar durante 2 horas, mexendo a mistura de hora em hora, até que endureça e chegue ao ponto de cortar.

Esta receita rende 10 kg de excelente sabão.

Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora