Tue Dec 20 15:05:39 GMT-03:00 2016
Mercado e Vendas | PRODUTO

Conheça o mercado da bananicultura

A banana pode ser produto ideal para investimentos no setor, desde que produzida em condições favoráveis para comercialização.

· 27/11/2013 · Atualizado em 20/12/2016

Para o empreendedor que busca investir na produção de frutas, a banana apresenta um ótimo retorno. Produto tipicamente brasileiro, ela é mais conhecida pelo seu consumo fresco. Entretanto, bananicultores estão descobrindo novas formas de comercializá-la.

Confira a seguir informações e dicas sobre o cultivo e o mercado da fruta para você ficar por dentro do assunto e aproveitar as oportunidades.

Oportunidades

Uma das maiores vantagens da bananicultura é o retorno mais rápido do investimento, se comparado com a produção de outras frutas.

Nesse ramo, há possibilidade de produção e comercialização durante todo o ano, desde que o cultivo seja feito em uma região quente e haja sistema de irrigação adequado.

O primeiro passo é decidir qual variedade de banana o produtor vai comercializar. Isso dependerá do mercado regional e do público que você deseja alcançar.

Dentre as opções, está o cultivo de espécies ornamentais ou para o consumo alimentício, como as banana-prata, maçã, nanica e bananas-da-terra, assim como suas variações.

No mercado alimentício, além das opções in natura, também há chances de produção de alimentos industrializados para comercialização:

  • Banana-passa – Feita com banana-prata, consiste em desidratar a fruta até chegar em 20% ou 25% de hidratação. Geralmente, não há necessidade de utilização de conservantes ou aditivos. As bananas podem ser inteiras, em pedaços ou cortadas em rodelas.
  • Bananas chips – Mais comuns na região Norte, são chips doces ou salgados, dependendo do que é adicionado às bananas depois de fritá-las.
  • Farinha de banana – Fabricada a partir da banana-verde, pode ser utilizada como substituta da farinha de trigo na fabricação de pães, bolos e biscoitos.
  • Doces e geleia de banana – São feitos geralmente das bananas que seriam descartadas pelo produtor, por elas terem se soltado da penca. As espécies mais utilizadas para essa finalidade são a prata (para os doces) e a nanica (para as geleias).
  • Polpa de banana – Utilizada em inúmeras aplicações no setor alimentício, como comida para bebês, sobremesas congeladas, balas e produtos para panificação. É o mais importante subproduto da banana, correspondendo a 55% do total de produtos industrializados da fruta.
  • Aguardente e licor de banana – Bebidas alcoólicas feitas a partir da fermentação da fruta.
  • Ovos de Páscoa – Na época da Páscoa, podem ser vendidos ovos recheados com banana-passa.

Além do consumo alimentício, a banana (fruta e planta) pode ser utilizada também em artesanato, produção de papel, móveis e objetos de decoração, além de servir como substituta na produção de polímeros naturais, substituto dos polímeros derivados do petróleo.

Desafios

Cultivar bananeiras requer muita atenção, pois a planta exige cuidados especiais para que não faltem nutrientes e esteja em condições favoráveis.

Também é preciso estar atento a pragas e doenças, pois são comuns a essa cultura. Se não houver um controle correto, 100% da produção podem ser perdidos.

As principais doenças são o Mal-do-Panamá, a Sigatoka-amarela e a Sigatoka-negra. Antes de começar a plantação, é necessário verificar a ocorrência delas na região e buscar variedades resistentes, caso haja possibilidade.

Outro cuidado necessário é o transporte, que é feito de maneira inadequada na maior parte das vezes. Isso é causa de perda de 40% da produção total do país.

Mercado

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Brasil produz cerca de 6,9 milhões de toneladas de banana, sendo o Nordeste o maior produtor com quase 2,5 milhões de toneladas por ano.

A banana é consumida, principalmente, fresca no Brasil. A industrialização é feita como opção para evitar desperdícios. São usadas as frutas descartadas para o consumo também de forma fresca, desde que a polpa esteja em boas condições.

Saiba mais

Conheça a importância das cooperativas para a bananicultura.

Fontes: Sebrae e Embrapa

Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora