ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e eventos do seu estado

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Mon Nov 12 10:53:23 GMT-03:00 2018
Mercado e Vendas
Dicas e estratégias para vendas multicanais
Apostar na variedade de canais para divulgar produtos ou serviços é fundamental para garantir mais e melhores vendas.
  • Tipos de canais
  • Estratégias
  • Definição de canais

Cada vez mais familiarizado com a tecnologia, o consumidor já não se limita a um único caminho para procurar produtos ou serviços. Ele quer ter muitas opções apresentadas de maneira prática e ágil.

Sendo assim, as empresas devem utilizar-se de diversas alternativas de comunicação para chegar ao cliente e expandir suas vendas e o alcance de sua marca. Isto é, deve tornar-se multicanal.

O multicanal manuseia várias ferramentas de vendas e divulgação ao mesmo tempo. O empresário pode atuar em meios de comunicação como mídias sociais e e-commerce, além de criar estratégias em lojas físicas na intenção de ampliar o espectro de clientes, considerando a diversidade contemporânea.

Tipos de canais

Os canais utilizados para a relação entre empresa e consumidor podem ser tradicionais ou digitais. Dentre os tradicionais, estão:

  • Lojas físicas – um dos mais tradicionais canais de venda do varejo, necessitam de estratégias de marketing específicas para alcançar o público.
  • Franquias – quando uma empresa obtém sucesso, ela repete as estratégias de venda e distribuição em novos locais, mantendo suas características.
  • Televendas – cria-se uma central de atendimento telefônica para estimular as vendas. O público-alvo é composto por pessoas que não utilizam tecnologia mais avançada, como a internet.
  • Rede de consultores – oferece um tipo de venda personalizada e intimista.

Já os canais digitais relacionados a negócios atingem um público ainda mais amplo e geograficamente distante. São eles:

  • F-commerce (Facebook Commerce) – a rede social é útil na hora de reunir os consumidores de uma marca e também de medir seu perfil e suas necessidades.
  • E-commerce (Eletronic Commerce) – funciona como uma loja virtual onde os produtos são apresentados e as vendas são realizadas online.
  • M-commerce (Mobile Commerce) – são aplicativos para smartphones que servem como opção para conhecer e adquirir produtos e serviços.
  • E-marketplace (Shopping Center Online) – trata-se de um canal que reúne produtos de diferentes empresas.

Estratégias

Para se valer de todos os canais, é necessário utilizar-se de estratégias que contribuem para a sua eficiência. A distribuição é uma delas, pois deve-se pensar em um serviço de entrega rápido e eficiente aos franqueados, consultores ou clientes.

Responder aos clientes com agilidade e resolver as solicitações é outra estratégia importante, inclusive, para fidelizar a clientela. O FAQ (perguntas frequentes) pode ser realizado por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) ou meios digitais.

No caso das mídias digitais, é necessário ter um profissional especializado que atualize esses meios constantemente, trabalhe o relacionamento em redes sociais e perceba as necessidades do público.

O ideal é criar política de trocas definida e clara tanto para os clientes como para a equipe. Dessa forma, será possível satisfazer o consumidor e contribuir para a boa reputação da empresa.

Definição de canais

A escolha dos canais varia de acordo com o público-alvo e as demandas da empresa. É indispensável estudar sobre produtos que podem oferecidos no meio virtual, de acordo com a probabilidade de vendas e alcance.

Além disso, deve-se pensar em estoque, meios de distribuição e como trabalhar a comunicação do seu negócio.

Se uma empresa quer marcar presença digital, mas avalia que nem todos os seus produtos são adequados a esse tipo de comércio, pode disponibilizar apenas uma parte de seu catálogo online e os demais produtos serem oferecidos apenas na loja física.

Também considere a entrega dos produtos. Procure fazer parcerias com empresas que tenham preços competitivos e um serviço eficiente, além de disponibilizar digitalmente apenas produtos que a entrega possa ser garantida.

Evite que um canal concorra com o outro. Mesmo que a loja física e a loja virtual ofereçam mercadorias diferentes, elas devem estar entrosadas. Afinal, o cliente vai identificar a empresa pela marca e não pelo canal o qual escolheu.

Saiba mais

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora