this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Wed Apr 24 15:43:43 BRT 2019
Organização | CONTROLE DE PRODUÇÃO
Como administrar uma franquia: entenda os processos e aplique-os

Veja como as franquias são administradas com relação a controle e abastecimento de estoque, planos e estratégias de marketing e contrapartida financeira.

· 24/01/2014 · Atualizado em 24/04/2019
Imagem de destaque do artigo

Uma franquia, como qualquer outro negócio, precisa ser administrada com zelo e atenção pelo seu proprietário e demais funcionários. Para isso, é normal existirem procedimentos e tarefas diárias que garantam o bom funcionamento do estabelecimento.

Neste conteúdo, você observará processos comuns às franquias para ajudá-lo a gerenciar a sua. Confira!

Estoques

Quando se comparam os negócios próprios às franquias, um dos pontos considerados favoráveis às franquias é a sua capacidade de estabelecer, com mais facilidade, um estoque inicial compatível com as vendas que serão realizadas no período.

Manter elevados níveis de estoque pode afetar os resultados obtidos pela empresa - por aumentar o risco dos produtos tornarem-se obsoletos, perderem o prazo de validade, sofrerem danos durante o armazenamento ou demandarem elevados custos para a sua manutenção. Assim, o melhor é que as compras sejam feitas em quantidades menores, com a garantia de preços competitivos e prazos de entrega.

Para a franqueadora, fornecer os produtos para a rede tem como principais razões a sua remuneração, a manutenção de segredos industriais, da qualidade e dos padrões exigidos por ela, além da garantia de produção. Ela também poderá optar por fornecedores homologados, que abastecerão toda a rede ou ainda permitir que os franqueados comprem alguns produtos diretamente no mercado. Para os franqueados, ter os produtos fornecidos pelo franqueador ou pelos fornecedores homologados será positivo, se isto permitir manter um estoque menor sem o risco de ficar desabastecido, ter produtos de qualidade e com razoáveis condições de compra.

Os problemas podem surgir se houver uma determinação de compra acima da capacidade de venda do franqueado, gerando elevados estoques que ainda sofrerão o controle dos preços mínimos praticados pela rede.

Confira nossos conteúdos e saiba mais sobre o tema:

Marketing

Quando se monta uma rede de franquias, uma das vantagens oferecidas aos franqueados é a realização de ações de marketing mais baratas do que seria possível caso as realizassem em um negócio próprio - uma vez que nas franquias os custos dessas ações são divididos por todos.

Com os recursos investidos em um Fundo de Propaganda, as franquias elaboram campanhas institucionais para que toda a rede possa ser beneficiada. Também podem ser desenvolvidas peças para uso nos pontos de venda com custos menores, devido à quantidade de peças produzidas.

O investimento em marketing é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa. 


Nas franquias, geralmente cada franqueado contribui com um percentual do seu faturamento mensal para compor esse fundo, que será aplicado na elaboração e execução de um Plano de Marketing que visará a divulgação de produtos e ofertas e maior visibilidade da marca.

Em algumas redes, o ponto de conflito tem sido a administração desse fundo, devido à falta de transparência na aplicação dos recursos e de participação dos franqueados nas ações que serão implementadas. Redes mais profissionalizadas estimulam a criação de Conselhos de Franqueados ou Conselhos de Marketing justamente para ajudar na definição da destinação desses recursos, mesmo cabendo à franqueadora a decisão final sobre como será feito o investimento.

Aprenda mais sobre Marketing, fique por dentro do assunto:

Contrapartida financeira

Após escolher o Sistema de Franquias como canal de distribuição de seus produtos e serviços, as empresas iniciam um processo de formatação do seu modelo de franquia, onde será elaborado um Plano de Negócios e determinadas as taxas que serão cobradas dos futuros franqueados.

A remuneração da franqueadora se refere ao sistema desenvolvido por ela e inclui a licença pelo uso da marca e produtos patenteados, além do know-how e suporte que será oferecido à rede. As taxas comumente cobradas pelos franqueadores são:

Taxa de Franquia
Cobrada quando o franqueado ingressa na rede. Ela remunera a cessão do direito de uso da marca e o know-how que será repassado por meio de treinamentos, além do acompanhamento para a implantação da unidade.

Taxa de Royalties
Remunera o franqueador pelo uso contínuo da marca, supervisão e aprimoramento do sistema. Geralmente, é cobrado um percentual mensal sobre o faturamento bruto, mas também pode ser um valor fixo mensal ou estar embutida nos preços dos produtos fornecidos pela rede. 

Fundo de Propaganda
Valor cobrado de todas as unidades para campanhas de marketing institucional, participação em eventos que aumentem a visibilidade da marca e divulgação de produtos e ofertas. Geralmente, é estipulado um percentual sobre o faturamento bruto. De acordo com a franquia, o fundo pode ser gerido pelo franqueador ou por um conselho de franqueados.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado