Thu Mar 15 19:01:16 GMT-03:00 2018
Mercado e Vendas
Não basta vender, é preciso planejar e monitorar as atividades
Conheça o planejamento da empresa por meio do acompanhamento da equipe e do controle dia a dia das vendas.
  • Controles
  • Vendas

Planejar ações de vendas e, por meio de avaliações sistemáticas, ampliar o índice de acerto e corrigir erros cometidos, é uma forma de empresas aumentarem a competitividade no mercado.

A adoção de um controle de vendas possibilita ao empresário prever receitas futuras e, consequentemente, programar as compras da empresa. Além disso, torna-se mais fácil acompanhar o comportamento mensal das vendas, as variações devido à sazonalidade, bem como o prazo médio concedido para os pagamentos realizados a prazo.

Adotar um controle de compras, algo possível em consequência do controle de vendas, possibilita ao empresário a melhor distribuição de compras para meses seguintes, baseando-se nas previsões de vendas e nos compromissos assumidos. Esse controle permite a determinação do prazo médio das compras.

São parâmetros que podem ser usados para checar o desempenho da empresa:

  • Nível de faturamento;
  • Depoimentos de vendedores e representantes de vendas sobre o impacto do esforço da empresa junto ao mercado consumidor;
  • Grau de lucratividade.

Contudo, para que se possa planejar, é necessário que se disponha de controles de vendas eficazes, que realmente reflitam os resultados obtidos. Para que a eficácia seja possível no planejamento e na avaliação das vendas, deve-se agir em dois estágios:

Controles

1) Sistema de controles (estatística) eficiente

Obtido com a checagem periódica do:

  • Relatório de desempenho da empresa em período determinado, bem como de cada vendedor ou representante;
  • Volume de vendas obtidas, total e por linha de produtos, identificando produtos de maior saída e/ou com maior margem de lucro;
  • Comparativo de evolução das vendas por período (da empresa como um todo e por vendedor ou representante);
  • Quadro de metas de vendas a serem atingidas;
  • Número de clientes novos em relação a clientes antigos da empresa;
  • Índice de inadimplência das vendas no período e quadro comparativo com períodos anteriores. Deve ser calculado levando-se em consideração o valor total a receber do período contra o que realmente foi recebido. A comparação do valor recebido com as vendas do período pode distorcer o resultado;
  • Valor médio das vendas, calculado com o valor total das vendas dividido pelo número de vendas realizadas;
  • Número de itens por venda, calculado com o volume total de itens vendidos, dividido pelo número de vendas realizadas;
  • Estatística da taxa de conversão de vendas, calculada com o número de vendas realizadas, dividido pelo número de clientes atendidos. 

A periodicidade dos relatórios deve ser adaptada à cultura da empresa.

Vendas

2) Acompanhamento de vendas

A função essencial da gerência é acompanhar o processo de vendas, estimulando vendedores ou representantes a avaliar os resultados obtidos e buscar novos desafios.

Assim, algumas funções não podem ser abandonadas:

  • Realizar reuniões semanais de acompanhamento dos dados, estimulando toda a equipe para buscar os resultados estabelecidos;
  • Orientar, para que os resultados não tenham apenas um efeito de curto prazo;
  • Cobrar a equipe, mas formar grandes vendedores;
  • Rejeitar desculpas para o não cumprimento de metas, buscando encontrar com a equipe o real motivo e solucioná-lo;
  • Não esquecer que é o chefe durante o horário de trabalho, mas que é saudável manter laços de amizade após o expediente.

Veja Mais 

O Sebrae preparou um vídeo com 7 passos para que você saiba vender mais e melhor. 

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora