ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Mon Sep 26 10:02:12 GMT-03:00 2016
Organização
O gerenciamento do estoque da loja virtual
A função primordial do estoque no e-commerce é regular as vendas e garantir que o que está sendo ofertado será entregue. Mostre apenas as peças disponíveis.

O principal motivo do cancelamento de compras é o atraso na entrega dos produtos. O problema normalmente ocorre por má gestão da logística interna. Para que não aconteça esse tipo de falha no seu comércio eletrônico, é necessário ter controle sobre os processos de alocação, de propriedade e de organização das mercadorias.

Uma dúvida recorrente: “é possível compartilhar o estoque da loja física com o site?”. Em caso de pequenos negócios, é possível, porém deve-se ter o cuidado para não colocar o estoque inteiro na internet, para não correr o risco de vender virtualmente um produto que já foi vendido na loja física. Por exemplo, se você possui 10 peças de um modelo, coloque apenas 8 no seu e-commerce.

Aconselha-se também a analisar a quantidade de itens ofertados versus profundidade, ou seja: observe a variedade de produtos e o número disponível de peças de um mesmo item, e não coloque uma quantidade muito pequena de itens à venda.

Se houver apenas uma unidade de algum produto que foi divulgado, vários clientes interessados não poderão adquirir a peça, você terá investido em publicidade e não terá retorno financeiro.

Os empresários que comercializam produtos perecíveis devem sempre verificar a validade e organizar o estoque de acordo com a data a vencer primeiro.

Venda por consignação

É possível, ainda, vender sob encomenda ou consignação. Nesse caso a empresa não tem estoque físico, efetua a compra diretamente do fabricante. O produto é repassado ao cliente somente quando a compra é concluída. Dependendo do parceiro logístico, você receberá um código de rastreio ou haverá um procedimento de cadastro dos produtos para entrega. Em seguida, recebe a confirmação. Algumas plataformas também enviam e-mail ao cliente com o código de rastreamento.

Porém é preciso ter cuidado com as parcerias, porque em caso de atraso do fornecedor ou fabricante, quem perde credibilidade é a marca. Se o cliente não receber sua encomenda no prazo, é possível que se frustre e gere uma publicidade negativa para o seu negócio, além da própria loja ter que arcar com perdas de rendimento e tempo, estornando o cartão e devolvendo o dinheiro ao consumidor. 

Sistemas de gestão

Por fim, gerenciar sozinho o estoque da loja virtual é difícil quando se tem muitos pedidos ou quando não se possui sistema de gestão. Com o crescimento das vendas, a complexidade operacional aumenta, logo o empresário deve possuir um gerenciamento de estoque mais cuidadoso.

Uma solução é adotar sistemas de gerenciamento, ERP, integrados às plataformas de venda. Deve-se também controlar série e lote dos produtos, para que não haja problemas também na logística reversa, com a devolução dos produtos.

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora