this is an h1

this is an h2

Mon May 16 08:32:21 BRT 2022
Finanças | PREÇO
Pandemia e inflação turbinam os mercadinhos de bairro

Estudo do SEBRAE indica que a abertura desse tipo de estabelecimento cresceu 13,6% em 2021, em relação ao ano anterior

· 16/05/2022 · Atualizado em 16/05/2022
Imagem de destaque do artigo

Se você está pensando em criar um novo negócio, atenção para essa dica. Um estudo recente do SEBRAE revelou que a pandemia de Covid-19 e a alta da inflação vêm impulsionando a abertura – e o crescimento – dos mercadinhos de bairro em todo o país.

Segundo o estudo, o número de mercadinhos abertos em 2021 no Brasil cresceu 13,6% em 2021, em relação ao ano anterior. Já são cerca de 400 mil estabelecimentos do gênero funcionando, a grande maioria, MEIs. E falando em MEIs, o ritmo da formalização de mercadinhos também vem crescendo: foram 56,4 mil no ano passado, diante de 38,1 mil em 2020.

O bom momento para os mercadinhos de bairro também pode ser verificado pela queda no número de estabelecimentos que fecham as portas. Foram 17,7 mil contra 40,2 mil em 2018.

O estudo do SEBRAE observa que a pandemia restringiu o movimento das pessoas, o que reforça o papel dos mercadinhos, ainda mais porque grande parte concentra as atividades de mercearia, açougue e até de padaria. Já o crescimento da inflação vem reduzindo as tradicionais compras mensais, com as pessoas limitando-se ao essencial e disponível perto de casa.

Leia mais em:

https://g1.globo.com/empreendedorismo/noticia/2022/04/13/mercadinhos-de-bairro-ganham-folego-com-pandemia-e-inflacao-meis-sao-maioria-entre-novos-negocios-abertos-em-2021.ghtml

Saiba mais no SEBRAE:

https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/dez-fatores-chave-de-sucesso-em-minimercados,ff1a8a7f31462610VgnVCM1000004c00210aRCRD


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora