this is an h1

this is an h2

Wed Jul 20 10:34:09 BRT 2022
Mercado e Vendas | MARKETING
Storytelling: você está pronto para criar uma narrativa de sucesso?

Conheça a técnica que vai ajudar você a contar histórias do seu negócio, posicionar a sua marca e construir um novo relacionamento com o seu cliente

· 15/06/2022 · Atualizado em 20/07/2022

Jovem empreendedor apresentando seu produto em vídeo

Quem nunca parou para ouvir uma boa história? Aquele enredo que prende a atenção, com personagens, ambientes e conflito… pois saiba que isso não é exclusividade do mundo da ficção e que a contação de histórias está mais presente no mundo empresarial do que você possa imaginar . Isso mesmo! O storytelling (do inglês story = história + telling = contando) é uma técnica bastante utilizada pelo marketing, no intuito de promover empresas e negócios, bem como de facilitar a venda de produtos e serviços. Clique aqui e confira o material completo que o Sebrae oferece sobre o tema (Storytelling nos negócios).

Além disso, o storytelling, que tem um grande poder de humanização da marca por criar uma identificação com o consumidor, pode auxiliar em diversas outras situações, como: abordagem a clientes; apresentação de informações para clientes, fornecedores ou diretoria; compartilhamento de experiências; facilitação da comunicação entre colaboradores e equipes; engajamento de colaboradores e equipes. 

Estudos mostram que boas histórias podem despertar empatia, apego, entre outros sentimentos e emoções, os quais ativam áreas do cérebro que permitem à pessoa lembrar mais facilmente do que foi dito. Por isso, no mundo empresarial, o storytelling é usado com as finalidades de informar, entreter e auxiliar na comunicação. Normalmente, é aplicado em situações de vendas, atendimento, divulgação e na comunicação dentro da empresa. Os números evidenciam que uma boa história permite uma taxa de conversão de até 30%.

Você sabe contar uma boa história?

Boas narrativas contam sobre experiências pessoais, de maneira direta, clara, objetiva. As narrativas não devem ser longas e a linguagem deve ser simples. O principal é o enredo, é o tom, é fazer as pessoas se sentirem mergulhadas na história, fazendo parte dela, ou seja, ela precisa cativar quem a ouve ou lê. No caso de contar a história de uma marca, a narrativa precisa estar inspirada nos valores defendidos. Ao despertar o sentimento do consumidor, a narrativa vai levá-lo à ação pretendida: cadastrar-se, doar, seguir, assinar, comprar.

A técnica de storytelling, de caráter persuasivo, é uma das que permitem a chamada experiência do consumidor, pois estabelece uma conexão emocional deste com a marca. Assim como em um bom conto de ficção, a técnica de storytelling obedece aos seguintes elementos:

  • exposição: personagens, cenário e detalhes que ajudam o leitor a visualizar a história. É a situação inicial, harmônica, sem a presença do elemento que muda o curso da história;
  • conflito: é a crise ou ponto de tensão que pode mudar o curso da trajetória do personagem;
  • ação crescente: que leva ao clímax;
  • clímax: ponto máximo de tensão da narrativa, que pode traduzir uma derrota, um renascimento, o começo de algo novo; 
  • ação decrescente: também chamada de desfecho ou resolução.

Antes, porém, de dar início a essa estratégia, leve em consideração algumas premissas, como definir o público e a mensagem pretendida, bem como o objetivo (o que você espera do interlocutor?, que ação pretende alcançar com a narrativa?) planeje como você vai utilizar o conceito (na divulgação, por exemplo); ao concluir a história, avalie se ela atende ao objetivo pretendido.

Mão na massa

Como aplicar o storytelling na prática? Muitas são as formas de contar uma história da marca, como em um vídeo institucional, por exemplo, ou um texto, mas o ideal é que a narrativa tenha personalidade, atribuindo protagonismo aos clientes. Normalmente, as empresas produzem narrativas seguindo uma espécie de linha do tempo, muitas vezes “engessadas”, sem muita emoção.

Hoje, existem boas práticas narrativas que incluem depoimentos reais dos clientes sobre os produtos, a marca, a empresa; depoimentos ou mostras de atividades de pessoas que trabalham na empresa, dando vida à marca, aproximando-a do consumidor e criando conexões emocionais. Lance mão também das técnicas de escrita criativa e, se for preciso, contrate profissionais capacitados para isso.

Seja em forma de vídeo, texto, fotografias, áudio ou design, é hora de colocar a mão na massa e construir a sua narrativa de sucesso.

Acesse os materiais que o Sebrae separou e realize os cursos oferecidos, disponíveis nos links a seguir.


Saiba mais:

ARTIGO:

Marketing Multicanal: saiba tudo sobre essa estratégia. (Artigo Respostas Sebrae – 27/08/2020). Já não é mais novidade que o número de canais de comunicação aumentou. Nos dias de hoje, é possível localizar na internet variadas formas de se relacionar com os clientes. Por essa razão, cada vez mais empresas estão se adequando a essa tendência e garantindo a sua presença digital de maneira eficiente para atender às novas necessidades do seu público.

CURSO:

Branding: porque ele é tão importante para sua empresa - É comum os empresários confundirem o que é marca e o que é branding, portanto neste curso você aprenderá a diferenciá-los. Além disso, você entenderá porquê o branding é tão importante para uma empresa e como ele se relaciona com as finanças do negócio.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora