Pular para o conteúdo principal
Wed Jul 29 10:12:16 GMT-03:00 2020
Mercado e Vendas | DEMANDA DE CONSUMO

Veja quais setores serão mais afetados pela crise

Criamos algumas dicas para que os donos de pequenos negócios possam se preparar para enfrentar os impactos na economia.

· 20/03/2020 · Atualizado em 29/07/2020

Construção civil, alimentação fora do lar, moda e varejo tradicional são alguns dos setores mais impactados pela pandemia do Covid-19 no Brasil.

Nós, do Sebrae, realizamos um mapeamento que mostra que, além desses, outros 10 segmentos estão entre os mais afetados e totalizam mais de 12,3 milhões de negócios, que respondem por mais de 21,5 milhões de empregos. O total de pessoas empregadas nas pequenas empresas é de 46,6 milhões.

Os serviços educacionais, de logística, de transporte e de tecnologia também estão com o alerta ligado e preocupam por movimentarem, juntos, uma massa salarial anual superior a R$ 238 bilhões.

Para poder contribuir com a redução do impacto econômico da doença sobre as micro e pequenas empresas, separamos dicas rápidas direcionadas para os donos de negócios dos segmentos mais afetados poderem começar a se preparar.

Alimentação fora do lar

  • Reforce a importância de seguir os procedimentos de higiene na cozinha, no salão e no escritório.
  • Reduza em 1/3 a quantidade de mesas e estabeleça uma distância entre de dois metros entre elas.
  • Aumente a prática da entrega direta por delivery ou incentive o consumidor a encomendar e buscar no restaurante (“grab and go”).
  • Negocie com aplicativos de delivery a redução da cobrança de taxa.
  • Busque fontes alternativas de suprimentos, com diversificação de fornecedores, preferencialmente locais.
  • Verifique o modal de transporte para reduzir o tempo de reposição.
  • Preste atenção no prolongamento dos prazos de entrega para avaliar o desempenho e a capacidade de acordo com as promessas do fornecedor e entrega ao cliente.

Beleza

  • Intensifique a higienização diária. Limpe periodicamente todas as superfícies com álcool em gel 70%: maçanetas, balcão, recepção, bancadas, cadeiras (inclusive braços) e lavatório.
  • Ofereça álcool em gel 70% para todos os clientes na entrada do estabelecimento e a todos os parceiros e colaboradores.
  • Reforce a importância da troca de toalhas e capas a cada cliente.
  • Reforce a obrigatoriedade de uso da autoclave para os perfurocortantes, abrindo a embalagem na frente do cliente.
  • Aumente as distâncias entre as cadeiras e lavatórios para pelo menos 1,5m.
  • Divulgue nas redes sociais que o ambiente segue todas as medidas de contenção da propagação do Covid-19.
  • Não faça demissões neste primeiro momento para não perder empregados já preparados e não assumir mais custos. Se for necessário, antecipar as férias pode ser uma alternativa.
  • Promova a venda delivery de cosméticos home care, elaborando kits de produtos que atendam às necessidades das clientes. Melhor ainda se forem personalizados, conforme histórico de procedimentos.

Feiras livres

  • Faça um planejamento emergencial, de modo que possa trabalhar com delivery, mesmo que de forma temporária.
  • Planeje com seus fornecedores alternativas de abastecimento no caso da paralisação das atividades dos centros de abastecimento.
  • Adote uma política de atendimento direto ao cliente via telefone ou WhatsApp.

Indústria de eletroeletrônicos

  • Identifique potenciais fornecedores nacionais que poderiam substituir insumos importados
  • Determine os insumos realmente críticos (volume de acordo com a necessidade de médio prazo), entenda os riscos dos fornecedores diretos e subcontratados.

Logística e transporte

  • Limpe e desinfete seu veículo. Preste atenção especial às superfícies com as quais você e os usuários entram em contato frequentemente (especialmente importante para motoristas de transporte individual).
  • Mantenha as janelas do automóvel abertas para fazer o ar circular melhor.

Moda – Indústria e varejo

  • Aumente a ventilação natural do espaço de produção. Caso tenha que usar ar-condicionado, verifique se os filtros se encontram limpos.
  • Priorize os fornecedores locais para evitar falta ou atraso de entrega.

Serviços educacionais

  • Substituição excepcional das aulas presenciais por virtuais, tendo como apoio o uso de ferramentas tecnológicas. Sugere-se, inclusive, que esta opção de atendimento ao aluno seja contabilizada como atividade letiva.
  • Para as escolas que não têm plataforma de ensino a distância, deve-se analisar a possibilidade de uso em caráter emergencial.
  • Adiar eventos extracurriculares, como feiras culturais, gincanas ou torneios desportivos.

Turismo

  • Aproveitar o momento de baixa para fazer melhorias na infraestrutura.
  • Definir política de cancelamento e adiamento das reservas dos serviços.
  • Definir e implementar comunicação com clientes e fornecedores.
  • Comunicar ao cliente para adiar a viagem, e não a cancelar.

Economia criativa

  • Fazer distribuição de conteúdo via serviços de streaming.
  • Transformar eventos presenciais em transmissões online, alinhadas ao movimento dos MOOCS (Massive Open Online Courses).
Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora