this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Wed Jun 09 12:13:14 BRT 2021
Empreendedorismo | COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR
9 dúvidas sobre gestão financeira que você também pode ter

Aqui você vai encontrar respostas para as principais dúvidas que empreendedores têm sobre finanças e descobrir o que fazer para organizá-las de forma efetiva.

· 09/06/2021 · Atualizado em 09/06/2021
Imagem de destaque do artigo

Para uma empresa sobreviver e se manter num mercado cada vez mais competitivo, torna-se necessário que a empresária tome suas decisões apoiada em informações precisas e atualizadas.

“E onde encontro essas informações?”, você pode se perguntar. A resposta é: por meio de uma boa gestão financeira. Veja a seguir respostas para as 9 principais dúvidas que empreendedores têm na hora de lidar com as finanças e aprenda a maximizar seus resultados por meio de dados.

1. Qual é a diferença entre os custos fixos e os variáveis? 

Os custos fixos, como pró-labore, aluguel, salários, encargos, energia elétrica e telefone, não variam em decorrência das vendas. Já os custos variáveis, como os de compra de produtos, impostos e comissões, por exemplo, são diretamente ligados às vendas, oscilando conforme o aumento ou a redução das receitas.

Nos custos fixos, existe um parâmetro que normalmente é deixado de lado pelos empreendedores, o pró-labore, seja para melhorar os resultados financeiros, enganando a si mesmo, ou simplesmente porque o valor retirado é totalmente variável e de data incerta, o que acaba causando um transtorno para o controle do fluxo de caixa.

Lembre-se: o valor de retirada das sócias ou proprietárias deve ser fixado, assim como as datas. 

2. O que é o fluxo de caixa e qual é a sua importância?

A função dessa ferramenta é informar a empresária sobre a situação da movimentação diária dos recursos financeiros, disponibilizando as informações pertinentes aos pagamentos, recebimentos e saldo realizados e a serem realizados, de forma diária.

A composição do fluxo de caixa pode variar muito, porém, as informações devem ser estruturadas diariamente e de forma acumulada.

O resultado acumulado do fluxo de caixa, quando negativo, pode significar o óbvio: a empresa está gastando mais do que sua receita permite.

Mas existe a situação ideal: o saldo está positivo, portanto, a empresa está conseguindo cumprir as suas obrigações, realizando o oposto do citado acima. 

É por meio dessa ferramenta, então, que o empresário poderá manter suas contas sempre em equilíbrio.

3. O que é e como calcular o Ponto de Equilíbrio da minha empresa?

O Ponto de Equilíbrio (PE) informa ao empresário o faturamento mensal mínimo necessário para cobrir os custos (fixos e variáveis), informação que muitas vezes é vital para a análise de viabilidade de um empreendimento ou para a adequação da empresa em relação ao mercado.

Fórmula para calcular o Ponto de Equilíbrio em reais (faturamento):

Ponto de equilíbrio contábil = Custos e despesas fixas / Margem de contribuição

Lembre-se de que, para chegar à margem de contribuição, basta fazer o cálculo: 

Receita – Custos e despesas variáveis.

4. Como posso saber se a empresa está obtendo lucro? 

Utilizando o Demonstrativo de Resultados do Exercício DRE. A função dessa ferramenta é informar se a empresa está obtendo lucro ou não nas operações pertinentes a um determinado período, geralmente de um mês. 

Saiba como fazer um demonstrativo de resultados

O DRE possibilita diversas análises, como a do Lucro Líquido ou Prejuízo. 

Se a empresa estiver com valor negativo, pode significar:

- Faturamento abaixo do Ponto de Equilíbrio: menor que o necessário para pagar custos e despesas;

- Custos fixos elevados em relação ao faturamento;

- Formação dos preços de venda com margens muito baixas de lucro ou até mesmo zeradas ou negativas: possivelmente os preços estão sendo calculados sem a inserção dos custos fixos;

- Despesas financeiras muito elevadas devido, provavelmente, ao desconto de cheques ou duplicatas.

5. Como separar os gastos pessoais das finanças da empresa?

Um dos erros mais comuns cometidos pelos donos de pequenos negócios é misturar o orçamento da empresa com o das contas pessoais. Para evitar os problemas advindos dessa junção, siga estas três dicas simples:

a) Tenha contas bancárias separadas;

b) Defina o seu pró-labore;

c) Anote tudo que é retirado da empresa, seja em forma de produto ou serviço.

6. O que é Capital de Giro?

Quando uma empresa inicia suas atividades, recebe dois tipos de investimentos: o primeiro, considerado como investimento fixo, servirá para a aquisição das máquinas, móveis, prédio, ferramentas e para investir em itens do ativo imobilizado.

A outra parte dos investimentos vai compor uma reserva de recursos para ser utilizada conforme as necessidades financeiras da empresa ao longo do tempo. É o chamado Capital de Giro. Esses recursos ficam alocados nos estoques, nas contas a receber, no caixa ou na conta-corrente bancária.

Administrar o Capital de Giro da empresa significa avaliar o momento atual, as faltas e as sobras de recursos financeiros e os reflexos gerados por decisões tomadas em relação às compras, vendas e à administração do caixa.

Quer saber mais sobre o Capital de Giro e entender melhor como calculá-lo? Clique aqui.

7. Como formar o preço de venda adequado ao mercado?

Saiba como calcular o preço de venda com uma das fórmulas mais utilizadas no universo empresarial:

Preço de Venda = Custo do produto ou serviço x Índice de comercialização 

Para encontrar o índice de comercialização, você precisa somar:

- Os percentuais dos impostos de comercialização, como o SIMPLES, ICMS, ISS; 

- O percentual do custo fixo: custo fixo dividido pelo faturamento mensal médio anual;

- O percentual das comissões e frete;

- O percentual referente à margem de lucro desejada ou possível do produto ou serviço. 

Em seguida, será necessário subtrair de 100% o resultado obtido e depois dividir por 100 para que o número fique de forma centesimal. Por fim, divida 1 pelo número encontrado.

A fórmula: 

 (100% - (% Impostos + % Custo fixo + % Comissão + % Frete + % Margem de lucro)) / 100 

Depois de encontrar o resultado dessa fórmula, dívida 1 pelo resultado obtido. 

Exemplo do cálculo do preço de venda

Custo do produto = R$ 9 
Imposto = 4% 
Comissão = 3% 
Custo Fixo = 25% 
Frete = 6% 
Margem de Lucro = 15% 
Cálculo do índice = (100-(4+3+25+6+15)) = 47 / 100 = 0,47 = 1 / 0,47 = 2,1277 
PV = 9 X 2,1277 = 19,15 

 

8. Como reconhecer se o custo dos produtos ou serviços é competitivo no mercado? 

Conseguir identificar a competitividade de venda de um produto ou serviço, antes mesmo de disponibilizá-lo ao mercado, é uma informação que não pode ser desprezada. 

Para isso, é preciso conhecer a metodologia de cálculo do Custo-alvo, ou do custo de compra, que atenda as expectativas de margem de lucro da empresária. 

O Custo-alvo informa o custo que você deveria conseguir de um determinado produto ou serviço para oferecer um preço de venda compatível com o praticado no mercado. 

A fórmula do custo-alvo é a seguinte: 

Custo-alvo = Preço de venda do concorrente / Índice de venda utilizado pela sua empresa 

Exemplo de cálculo do Custo-alvo (CA): 

Preço de venda do concorrente = R$ 18,00 

Índice praticado na sua empresa = 2,1277 

CA = 18 / 2,1277 = 8,46 

Esse é o Custo-alvo que a sua empresa deve procurar ter junto aos fornecedores. 

9. Quais relatórios gerenciais preciso ter no meu negócio?

Para gerenciar com eficiência a área financeira de qualquer empresa, torna-se necessário implantar alguns relatórios gerenciais para que se faça o acompanhamento periódico.

Saiba quais são e aprenda a fazer os principais relatórios gerenciais da área financeira:

Controle das Vendas Realizadas

Apuração dos Resultados da Empresa

Fluxo de Caixa

Balanço Gerencial

Sabia que quanto mais informada você estiver sobre notícias, tendências e pesquisas relacionadas a finanças, melhor poderá tomar decisões para a sua empresa? Então acesse e conheça o Radar Sebrae, seu guia sobre finanças e crédito. 

Fonte: Planejamento Sebrae no Nacional Cartilha: as 40 perguntas mais frequentes dos empresários

 


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de formar online e gratuira.

Acesse agora