this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Wed May 12 15:21:26 BRT 2021
Mercado e Vendas | REGISTRO DE PRODUTO
Café

As elevadas altitudes são um dos segredos do terroir único do café produzido na Região do Caparaó, uma tradição que remonta ao século 18.

· 12/05/2021 · Atualizado em 12/05/2021

Uma cadeia de montanhas sem fim, onde as nuvens às vezes chegam aos pés e as temperaturas baixas predominam, é a paisagem que recebe quem visita o Caparaó, região entre o sudoeste do Espírito Santo e as Matas de Minas Gerais. Os arredores do Parque Nacional do Caparaó, onde se localiza o Pico da Bandeira, o terceiro ponto mais alto do Brasil, formam as condições perfeitas para a produção de um café de qualidade excepcional.

O cultivo na região começou ainda no século 18, quando o café substituiu o ouro como motor do povoamento em Minas Gerais. As rotas dos tropeiros e, posteriormente, as linhas férreas ajudavam a escoar os grãos, cuja produção entrou em declínio por um período e logo foi retomada pela agricultura familiar.

As elevadas altitudes, a partir de 800 metros acima do nível do mar, e as baixas temperaturas formam um terroir que não se encontra em outros lugares. Junto com os tratos culturais tradicionais e técnicas de colheita e pós-colheita, esses fatores naturais conferem um sabor característico aos cafés do Caparaó, que têm um equilíbrio perfeito na acidez, na doçura e nos aromas.

Responsáveis por manter vivo esse saber há cinco gerações, os cafeicultores de base familiar começaram a lutar pelo reconhecimento do produto, com o apoio do Sebrae, em 2014. A Indicação Geográfica (IG), na modalidade Denominação de Origem (DO), foi logo conquistada, vinculando as qualidades do café produzido no Caparaó às características da região.

Impactos na região

A Denominação de Origem foi uma grande conquista para os produtores locais, que viram seu café se tornar cada vez mais valorizado. O reconhecimento trouxe desenvolvimento não só para os cafeicultores, mas também para a região como um todo, por meio do turismo de experiência, do agroturismo e de outros serviços vinculados ao produto.

Onde encontrar
O café do Caparaó pode ser reconhecido pelo selo característico na embalagem e é vendido em empórios locais, assim como pode ser facilmente encontrado pela internet.

Dados técnicos
Número: BR 412019000005-0

Indicação Geográfica: Caparaó

Requerente: Associação de Produtores de Cafés Especiais do Caparaó – APEC

Espécie: Denominação de Origem

Produto: Café da espécie Coffea arábica: em grão verde (café cru), industrializado na condição de torrado e/ou torrado e moído.

Data do registro: 25/3/2019

País: Brasil

Delimitação da área geográfica: A região “Caparaó” está localizada na divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, na área do bioma Mata Atlântica, no domínio morfoclimático dos Mares de Morro, onde se localiza a Serra do Caparaó. A área da DO abrange os terrenos nas imediações do Parque Nacional do Caparaó (zona de amortecimento do referido parque), sendo composta pela totalidade do território de 16 municípios, a saber: os municípios capixabas Alegre, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Iúna, Muniz Freire e São José do Calçado e os municípios mineiros Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Caparaó, Espera Feliz, Manhumirim e Martins Soares. A área territorial total delimitada é de 4.754,63 km².

 


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de formar online e gratuita.

Acesse agora