this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Thu Apr 01 10:32:10 BRT 2021
Mercado e Vendas | REGISTRO DE PRODUTO
Camarões

A famosa Praia de Jericoacoara ganhou espaço no cenário nacional e internacional pela qualidade dos seus camarões.

· 04/03/2021 · Atualizado em 01/04/2021

Quem chega no litoral oeste do Ceará entende por que a região da Costa Negra ganhou esse nome, pois o Rio Acaraú, de água escura e rico em nutrientes, ajuda a transformar o solo costeiro na melhor área biológica para a produção do crustáceo da Costa Negra. Nas praias, é possível ver os sedimentos escuros que se estendem longamente pela areia. Como esses sedimentos também estão na água, a paisagem ganha um visual único, principalmente no período de baixa-mar. 

E, além de beleza aos olhos de quem aprecia, sabe o que mais essas características naturais favorecem? A criação de um dos frutos do mar mais apreciados na culinária brasileira: o camarão. Isso porque o rio Acaraú, de água escura e rico em nutrientes, ajuda a transformar o solo costeiro na melhor área biológica para a produção do crustáceo.

O camarão costa negra é mais pesado e de sabor encorpado por causa dos aspectos físicos da região. Ressalvando, que o CAMARÃO COSTA NEGRA, é  limpo, livre de antibióticos e nele usa-se o  probiótico, ou seja, tudo natural. São bactérias que corrigem o solo e a água, e assim temos um camarão ecologicamente correto. Por isso, quem saboreia o camarão da Costa Negra percebe suas características únicas, que têm a ver com a presença dos sedimentos, (micro-organismos) que servem de alimentação natural para a produção, elevando seu padrão proteico o que resulta em um camarão com textura encorpada e de maior consistência, redução de perda de líquido, coloração natural diferenciada e de tamanho que varia de 04 a 30 cm, sendo todas as fases da produção compreendidas num período de 80 a 95 dias.  

Com tanta qualidade, não é à toa que o camarão da Costa Negra é vendido no mercado nacional e internacional, atingindo os maiores preços já pagos no mercado mundial. Um sucesso absoluto, que é motivo de muito orgulho para a comunidade.

A história do camarão da Costa Negra é relativamente recente. Entretanto, o Sr. Livino Sales, empresário carcinicultor, fundador da ACCN e idealizador do projeto, que há mais de 30 (trinta) anos já cultivava camarão em cativeiro, que após uma viagem com sua esposa para a Europa tomou conhecimento de que haviam produtos diferenciados pela sua produção, razões que agregavam valor ao produto e desenvolvia toda uma região, tão logo regressou, deu inicio as  todas as pesquisas necessárias para comprovar que o camarão que era produzido nas fazendas de camarão da região era tido por todos como um camarão diferenciado em qualidade e daí então juntamente com outros produtores fundou a ACCN e requereu o pedido de IG/DO perante o INPI, sendo concedido no Brasil em 11/08/2011, bem como, na União europeia. Atualmente a Associação dos Carcinicultores da Costa Negra, conta com 21 unidades de engorda, um laboratório de produção de pós-larvas e quatro unidades de beneficiamento, onde são produzidas aproximadamente 9 mil toneladas em uma área de 900 hectares. 

Atualmente, o produto é beneficiado em unidades frigoríficas com Sistema de Inspeção Federal (SIF), adequadas às exigências de segurança alimentar e certificações orgânicas. Assim, com processo totalmente ecologicamente correto, são produzidas diversas delícias como camarão inteiro, camarão sem cabeça, camarão tipo butterfly, camarão empanado e camarão em espeto, entre outros tipos de processados.

Impacto na região

Com a Denominação de Origem, o camarão da Costa Negra passou a ser uma especialidade nacional, o que agregou valor à produção, tanto no mercado nacional quanto internacional. A qualificação da cadeia produtiva passou a ter normas básicas para os distintos procedimentos de cultivo, processamento, conservação, embalagem, distribuição, transporte, publicidade (marketing), fiscalização e rastreabilidade. Tudo isso garante qualidade e padrão na produção.

Outro impacto positivo para a região foi o crescimento do turismo, que já era movimentado em virtude da região Costa Negra, onde estão situadas as fazendas produtoras do Camarão da Costa Negra, região essa que  engloba 04 municípios (Itarema, Acaraú, Cruz e Jijoca de Jericoacoara), em que a famosa praia de Jericoacoara já é conhecida pelo mundo inteiro e uma das mais visitadas do mundo, a qual os turistas com foco na gastronomia e na experiência de provar o sabor único dos camarões da Costa Negra aproveitam a oportunidade para conhecer e degustar o melhor camarão do mundo, o único que tem um registro de Indicação Geográfica por denominação de origem que é o Camarão da Costa Negra. A atividade da carcinicultura, sobretudo na produção do Camarão da Costa Negra também alavancou bastante o desenvolvimento regional. A produção do crustáceo ajudou no desenvolvimento social de comunidades inseridas no entorno das unidades produtoras, bem como na implementação de ações que garantem a sustentabilidade ambiental do ecossistema.

Onde encontrar


Associação dos Carcinicultores da Costa Negra (ACCN)

Rua Manoel Sales, 200 – Centro – Acaraú-CE

CEP: 62.580-000

E-mail: accnacarau@gmail.com 

WATTS UP: (88)  99415-5096

SITE: Em construção e reformulação 

Dados técnicos

Número: IG200907

Indicação Geográfica: Costa Negra

UF: Ceará

Requerente: Associação dos Carnicicultores da Costa Negra

Produto: Camarão

Data do Registro: 16/08/2011

Delimitação: Área aproximada de 428,74 km², na região do Baixo Acaraú, englobando o território dos municípios de Acaraú, Cruz e Itarema, no estado do Ceará.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado