FATURAMENTO

Como estimar o faturamento mensal de uma empresa

O tema tem como objetivo orientar o empreendedor a elaborar com praticidade a estimativa de faturamento visando melhor lucratividade.

O que é faturamento
  • Estimativa de faturamento

Se você está começando ou já possui um empreendimento qualquer que seja o seu tamanho, é fundamental que se familiarize com um dos principais indicadores do sucesso de qualquer negócio: o faturamento.

Podemos dizer que faturamento, é a soma dos valores arrecadados por uma empresa pela realização de sua atividade comercial. Seja vendendo bens ou prestando serviços a terceiros.

A estimativa de faturamento é basicamente uma previsão de receita decorrente das vendas de um determinado produto ou a prestação de serviço de qualquer natureza em determinado período do ano.

Ela pode ser feita analisando números anteriores das vendas da empresa e com certeza pode ajudar um planejamento de curto, médio e longo prazo.

  • As estimativas de faturamento podem ser realizadas por métodos diferentes:

  • Projeção baseada no histórico pasado

  • Projeção baseada no mercado;

  • Projeção baseada na margem de contribuição

  • E outras.

Estimativa de faturamento
  • O que é faturamento
  • Estimativa

Por que fazer estimativa de faturamento

A projeção financeira permite uma visão antecipada e real do seu negócio, possibilita uma gestão mais segura e eficaz, ajuda a reduzir perdas financeiras e a aumentar a produtividade da empresa, recomendada também para os seguintes casos:

  • Apresentar uma proposta concreta a um banco para obter créditos e fazer investimentos;    

  • Prever a possibilidade de amortizar investimentos para expansão do negócio;

  • Conhecer os períodos de baixas e altas em vendas durante o ano;

  • Entre outros fatores.

Estimativa
  • Estimativa de faturamento

Como fazer esta estimativa

A forma de fazer estimativa de faturamento ou receita está sujeita a fatores externos que podem influenciar no crescimento, como mudanças  de comportamento do mercado, cenário econômico, mudanças na economia, inflação,  aumento dos juros e possíveis concorrentes.

Ao estabelecer as metas de vendas para subsidiar a estimativa de faturamento é importante observar:

  • Custos e despesas da empresa;

  • Qual o mercado consumidor;

  • Qual a concorrência;

  • Período para o qual está estabelecendo a meta (dias úteis, feriados, festividades, sazonalidades, etc.).

  • SDSS

 

É importante, o acompanhamento de perto e fidelizar cada cliente conquistado.

Dessa forma, será possível criar um laço forte com ele, criar um boca-a-boca graças ao seu bom serviço, que seja capaz de trazer novos clientes, e garantir um bom faturamento.

É indispensável que a empresa possua um bom controle gerencial de vendas, irá ajudar na elaboração de uma projeção de faturamento eficiente que permitirá um controle das informações pertinente ao negócio, ajuda a visualizar o passado e projetar o futuro, permitindo a tomada de decisões.

Uma das ferramentas que pode ser utilizado como instrumento de ajuda na previsão é o fluxo de caixa, ele tem uma característica temporal, pode ser diário, semanal, mensal, anual, e traz componentes de projeção ou estimativa. É uma importante ferramenta de gestão financeira. Visa demonstrar e também projetar, em períodos futuros, o resultado de todas as entradas e as saídas de recursos financeiros em regime de caixa (e não contábil).

É um instrumento gerencial na antecipação de problemas de liquidez e endividamento, sintomático de rentabilidade, lucratividade e eficácia empresarial. Quanto maior for a proximidade entre a projeção do fluxo de caixa e o efetivamente realizado, maior será o conhecimento do empresário sobre seu negócio.

Algumas dicas para elaborar uma projeção financeira eficiente:

  • Não seja otimista demais na hora de elaborar o seu planejamento financeiro, procure se basear na projeção do fluxo de caixa;

  • Reavalie seus custos e projete suas vendas com base em informações confiáveis sobre o desempenho das vendas passadas. Jamais estipule um valor com base em achismos;

  • Analise o custo do produto, a média mensal do que é vendido, o valor gasto por venda.

  • Mantenha as informações do fluxo de caixa sempre atualizadas, ajuda a prever os resultados negativos a tempo de repará-los;

  • O ideal é estimar o valor em caixa uma vez por mês, incluindo retiradas, despesas fixas e obrigações fiscais.

  • Analise os demonstrativos de perdas e lucros nos últimos anos, isso poderá prever o que vai acontecer e desenvolver estratégias para épocas sazonais.

  • Faça uma análise do ponto de equilíbrio para tomar as decisões mais acertadas, o com isso terá o quanto terá que faturar para pagar todos os seus custos.

 

É importante que as metas sejam desafiadoras, porém realistas para serem de fato cumpridas. Uma dica para as empresas é estabelecer cenários de vendas, pois faz com que a empresa fique menos vulnerável, tendo em vista um mercado que pode apresentar retrações ou aumentos nas vendas.

 

 

Por Eusvaldo Loureiro Pimentel - Analista do Sebrae no Amapá

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: