Empreendedorismo Feminino

Divulgado locais das primeiras reuniões do Projeto Mulher de Negócios

Os encontros acontecerão na primeira quinzena de junho em de São Luís, Caxias e Imperatriz

  • EMPREENDEDORISMO FEMININO

São Luís - O Sebrae divulgou as datas e locais da primeira reunião do projeto Sebrae Mulheres de Negócios. As reuniões acontecerão na primeira quinzena de junho. De acordo com as regras do projeto esta reunião é eliminatória.

A primeira reunião será com as 101 empresárias selecionadas em Imperatriz, no dia 04 de junho, às 8h, na Sede do Sebrae me Imperatriz, localizado na avenida Bernardo Sayão, nº 996, bairro Nova Imperatriz.

Depois dias depois, no dia 6 de junho, será a vez das 136 empresárias selecionadas em Caxias, que deverão ir ao Cinema Multicine, localizado no Caxias Shopping.

A agenda dessa primeira ação do projeto fecha em São Luís quando as 330 empresárias selecionadas deverão se reunir no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no Cohafuma, no dia 13 de junho, ás 8h.

Nesta terça-feira (14), a instituição havia divulgado a lista com as 537 empresárias selecionadas em São Luís, Caxias e Imperatriz (confira aqui).   

EMPREENDEDORISMO FEMININO

Segundo a diretora de Administração e Finanças, Rachel Jordão, o Maranhão é um dos 10 estados que estão recebendo recursos do Sebrae Nacional para desenvolver projeto Sebrae Mulher de Negócios”, que é pioneiro no Brasil.

“Aqui no Nordeste apenas o Maranhão e a Bahia estão incluídos nesta iniciativa. Conseguimos essa vitória, ao mostrarmos que há quase 300 mil mulheres donas de negócios no estado e que um a cada três empresários maranhenses são do sexo feminino. Aqui estão cerca de 4% de todas as mulheres empreendedoras do país. Fizemos questão de lançar este projeto em novembro do ano passado porque é o mês em que celebramos o dia estadual da mulher empresária (03) e internacional do empreendedorismo feminino (19). Hoje estamos tornando res projeto um fato”, justificou Rachel Jordão.

Ainda de acordo com pesquisas do Sebrae, a mulher profissional e empreendedora está cada vez mais ativa, seja com empregadora ou como empregada, e ainda encontra tempo para se dedicar a família e aos afazeres domésticos.

“Estes aspectos comprovam a revolução social que vem acontecendo há décadas no Brasil, e que se intensificou nos últimos 20 anos, incluindo e destacando a mulher como ator social importante, e as instituições públicas ou privadas não podem ignorar este fenômeno. Há uma necessidade contemporânea de oferecer produtos e serviços específicos para este público, e o Sebrae está atento a estas mudanças. Temos diversas ferramentas e serviços para atender estas necessidades a agora teremos um projeto de atendimento coletivo pensado para fomentar, engajar, preparar a mulher que empreende no estado”, completou a diretora de Administração e Finanças da instituição.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: