this is an h1

this is an h2

Wed Jul 06 17:07:08 BRT 2022
Mercado e Vendas | VENDA VAREJISTA
O grande e lucrativo mercado de moda infantil para os pequenos

A demanda constante de um consumidor em idade de crescimento faz da moda infantil um mercado importante a ser explorado.

· 30/06/2022 · Atualizado em 06/07/2022

Conforme dados da Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) de 2021, além de crescer em média 6% ao ano no Brasil, a moda infantil representa 16% do setor têxtil, considerando que o país é o quinto produtor têxtil do mundo. Além disso, as micro e pequenas empresas representam 90% do setor de vestuário, de acordo com dados da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest). Os números revelam que o assunto é sério e que o nicho da moda infantil pode criar muitas oportunidades para o pequeno empreendedor.

Pais, tios, avós e padrinhos são apenas alguns dos compradores que movimentam esse mercado, que cresce a cada dia e ganha consumidores cada vez mais exigentes. Mais antenadas do que nunca, as crianças de hoje exercem papel ativo nas compras, afinal estamos diante de um pequeno consumidor que já nasceu com o celular na mão. Por isso, conhecer o comportamento desse público para poder interagir com ele é o grande desafio do empreendedor que aposta na moda infantil.

Um negócio voltado para o pequeno consumidor

A interação digital pode ser um dos caminhos para se relacionar com o pequeno consumidor, que já nasceu conectado, não é mesmo? Esse público, assim como outros, busca a chamada experiência do consumidor, que pode passar pelo entretenimento. Com isso em mente, que tal:

  • investir em coleções temáticas, que podem ser experimentadas em espaços/cenários lúdicos na sua loja?
  • criar promoções pelas redes sociais (sim, os pequenos também estão conectados), que podem chamar a atenção do seu público-alvo e também do pequeno consumidor?
  • apostar em coleções com foco nas experiências das mamães, dos bebês e das crianças em suas diversas fases (desfralde, aniversário, gestação, nascimento, fase do engatinhar, por exemplo)?
  • oferecer um mix de produtos variados, como sapatos, mantas, lençóis, cobertores, edredons, travesseiros, roupas e acessórios?
  • considerar que a estrutura e a decoração precisam atrair o pequeno consumidor, independentemente do tamanho da loja e do mix de produtos a oferecer,de modo que provadores (com espaço suficiente para o adulto que acompanha a criança), assentos e espelhos precisam estar voltados à faixa etária atendida?
  • procurar conhecer o seu público-alvo e saber quais são suas necessidades e interesses, incluindo tipos de roupas, tecidos, preços, tamanhos e cores?

Nunca é demais lembrar que, antes de empreender, você deve realizar uma pesquisa de mercado, observar a concorrência, o padrão das lojas existentes nesse nicho, bem como considerar os custos e a localização do estabelecimento. Agora que você já sabe um pouquinho sobre esse universo da moda dos pequenos, que tal conferir os materiais que o Sebrae separou? Clique nos links e boa leitura!

Saiba mais:

ARTIGOS:

Vestuário infanto-juvenil: aposte em um mercado crescente no país. Preparamos um conteúdo com várias dicas para você montar a loja ideal de roupas e acessórios para bebês, crianças e adolescentes.

Como entender consumidores e planejar estratégias mais inteligentesVeja quais fatores influenciam o comportamento dos consumidores e saiba como usar isso a favor do seu negócio. Acesse:


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora