Tue May 19 16:10:45 GMT-03:00 2020
Empreendedorismo
Quais os primeiros passos para abrir um negócio? Como ser um MEI?
Se você tem o desejo de ter seu negócio, e, especialmente, se formalizar como MEI, confira as seis dicas que preparamos neste artigo.

Quais os primeiros passos para abrir um negócio? Como ser um MEI?

Ser dono do próprio negócio é o desejo de milhares de brasileiros. No Brasil, já são mais de 10 milhões de microempreendedores individuais (MEI), sendo que, só em Minas Gerais, já são cerca de 1,1 milhão, o equivalente a quase 60% dos negócios do estado.

No momento de abrir um negócio, no entanto, surgem diversas dúvidas: qual o primeiro passo? Por onde começar? Como me preparar para ingressar no mercado? Esses são questionamentos comuns e recorrentes, afinal, abrir um negócio é o sonho de muitas pessoas, mas, antes de tudo, é preciso se planejar.

Se você tem o desejo de ter seu negócio, e, especialmente, se formalizar como MEI, confira as seis dicas que preparamos neste artigo.

1) Avalie o que te motiva a abrir o negócio

Parece óbvio, mas, antes de tudo, você precisa avaliar o que te motiva a abrir uma empresa. Pois, estar à frente de um negócio irá exigir de você determinação e muita disciplina.

Muitas vezes, a principal motivação dos empreendedores é a necessidade de gerar renda para o sustento da família, mas, mesmo assim, você irá precisar desenvolver características empreendedoras como persistência, comprometimento e disciplina. Caso contrário, o que era para ser uma fonte de renda, poderá se tornar uma grande dor de cabeça.

Para saber se você está neste momento, se faça a seguinte pergunta: “Estou preparado para trabalhar e me dedicar muito?”. Empreender é enfrentar desafios diários, saber se adaptar às mudanças e persistir. Mas, também, é ter uma enorme satisfação em fazer a diferença para os seus clientes e para toda a sociedade.

2) Entenda o seu cliente

Todo negócio deve ser desenvolvido a partir da perspectiva do cliente. Entender as necessidades do cliente é o primeiro passo para saber qual será o propósito da sua empresa. Por isso, pare e reflita sobre algumas questões, como: Estou resolvendo um problema real das pessoas? O que faz o meu cliente adquirir o meu produto ou serviço? Como outras empresas estão resolvendo esse problema e de que forma posso fazer diferente e agregar mais valor

A melhor maneira de responder a essas questões é conversar com o seu cliente, por isso a importância de fazer pesquisas de mercado.São elas que irão te fazer entender as reais necessidades do seu público-alvo, seus concorrentes, o seu mercado e até o seu próprio negócio. A partir dela, você irá se sentir muito mais seguro para tomar decisões e levar sua ideia adiante.

3) Faça um modelo de negócios

Quando colocamos uma ideia no papel, ela começa a tomar forma. Por isso a importância de criar um modelo de negócios. Por meio dele, você irá entender como a sua empresa vai gerar e entregar valor para os seus clientes.

O modelo de negócios é um documento visual em que o empreendedor deve citar e descrever todas as partes que compõem o negócio e suas relações umas com as outras. Isso fará com que você tenha uma visão clara de como o negócio vai funcionar, e quais os pontos fortes e os pontos fracos a melhorar.

No quadro de modelo de negócios (Canvas), você deverá descrever nove elementos: as atividades principais da empresa, recursos, parcerias, proposta de valor, relacionamento com clientes, canais, segmento de clientes, estrutura de custos e fonte de receitas. Ao final, você terá uma percepção muito mais clara e estruturada do seu negócio.

4) Formalize o seu negócio

Se você tomou a decisão de abrir a empresa, se regularizar é um passo muito importante para profissionalizar o negócio e fazê-lo crescer.  A formalização e o registro da empresa geram oportunidades e ganhos para o negócio. Seu empreendimento terá muito mais chances de fechar parcerias, acessar linhas de crédito, exportar e receber subsídios do governo.

Entender quais os aspectos legais impactam diretamente o negócio é fundamental pois, dependendo das questões envolvidas, pode até mesmo inviabilizar a sua ideia.

Se você quer se formalizar como microempreendedor individual (MEI), é necessário cumprir essas condições:

  • Estar entre as ocupações permitidas ao MEI;
  • Faturar até R$81 mil por ano, proporcional ao ano de abertura;
  • Não participar como sócio, administrador, ou titular de outra empresa;
  • Ter no máximo um funcionário contratado que receba o piso da categoria ou um salário mínimo.

Lembre-se, também, de consultar a prefeitura do seu município a respeito da viabilidade de exercersua atividade no endereço em que deseja atuar, para evitar problemas futuros com a fiscalização. 

Para se formalizar, faça o seu cadastro na plataforma gov.br e, em seguida, inicie a sua inscrição como MEI no Portal do Empreendedor. O processo é gratuito e todo realizado pela internet. 

Vale destacar que o MEI é uma empresa como outra qualquer, e deve cumprir a legislação vigente para a sua ocupação. Por isso, fique atento a todas as normas e exigências antes de colocar a sua empresa para funcionar.

5) 
Busque capacitação

Um dos maiores desafios dos empreendedores não é abrir a empresa, mas mantê-la no mercado. E, entre as maiores dificuldades, estão os aspectos relacionados à gestão do negócio. Pense comigo: Você está preparado para fazer o controle financeiro da sua empresa? Tem condições de saber se a sua empresa está dando lucros ou prejuízos?  Sabe separar as despesas pessoais das despesas da empresa? São muitos os detalhes que o empreendedor precisa estar atento, como fluxo de caixa, controle de estoque, gestão de vendas, emissão de pedidos e notas, além de obrigações como impostos.

Por isso, se capacitar é fundamental. Abrir uma empresa requer muito preparo e acompanhamento diário e constante de tudo o que acontece no negócio.

6) 
Comece com o que você tem

O importante é começar com o que você tem ou com o que já construiu até o momento. Se você ficar esperando o momento ideal, sua ideia pode nunca sair do papel. Uma das principais características de todo empreendedor é colocar a mão na massa!

Vá em frente, busque sempre se capacitar e conte com o Sebrae. Estamos aqui para apoiá-lo em todas as etapas de construção e desenvolvimento do seu negócio.

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora