Thu Oct 22 19:42:16 GMT-03:00 2020
Mercado e Vendas | VENDA

Cliente fidelizado quer desconto na Black Friday. Aproveite a Data!

A Black Friday é oportunidade para atrair novos clientes, mas também para fidelizá-los. Confira 5 dicas para aproveitar essa data.

· 22/10/2020 · Atualizado em 22/10/2020

Que tal aproveitar a Black Friday, essa data especial do varejo para satisfazer os clientes que sempre compram de você?

A Black Friday tornou-se um fenômeno de antecipação das vendas de final de ano. Mesmo com a crise de 2020, a expectativa para o varejo é positiva e muitos consumidores já estão ansiosos, afinal é a primeira Black Friday pós pandemia.

A busca por presentes somado aos índices de menor poder de consumo, fazem da Black Friday um momento relevante para o início das compras de Natal. Uma ação continua entre essas duas datas pode contribuir para a construção de um relacionamento e isso poderá refletir em melhores resultados a curto e longo prazo.

Com os novos hábitos adotados durante a pandemia devemos ter um consumidor ainda mais engajado, consciente e disposto a realizar as compras de Black Friday através de canais digitais. Soluções de logística como a compra online, a retirada na loja física e o drive thru serão relevantes. O principal foco deve estar não somente na atuação nos canais on e offline, mas na integração para oferecer maior conveniência e melhor experiência ao consumidor.

Certamente, os produtos mais procurados mudam conforme a faixa etária e outras variáveis de consumo. O cenário de crise econômica gerado pela pandemia provoca escolhas voltadas a durabilidade, qualidade e propósito. Isso traz compras mais assertivas com maior custo-benefício.

Mas o fato é que, depois da pandemia, as pessoas passaram mais tempo em casa. Como consequência, devem procurar mais produtos de casa, de uso pessoal e voltados aos eletrônicos na Black Friday 2020.

A pesquisa da TracyLocke Brasil e Behup mostra os 10 segmentos que serão os mais procurados para a edição deste ano:

  • roupas, sapatos e acessórios (44%);
  • eletrodomésticos (41%);
  • informática e eletrônicos (40%);
  • smartphones e telefones celulares (39%);
  • utilidades domésticas e itens para casa (35%);
  • presente de Natal (26%);
  • móveis (24%);
  • perfumes e cosméticos (24%);
  • itens de decoração (18%);
  • viagem (18%).

5 dicas para vender mais com fidelização na Black Friday

Entender a movimentação dos principais setores, em específico o seu para planejar a data é importante para ter melhores resultados. Mesmo que seu segmento não seja nenhum desses, não desanime e veja as dicas que preparamos para vocês.

1. Ofereça descontos para as próximas compras

Muitos clientes aproveitam a Black Friday para antecipar as compras de natal, mas é importante criar estratégias para que ele volte o quanto antes para sua loja. Atrair novos clientes sempre é bom, mas fidelizar traz muitos benefícios, além de ser mais barato.

Uma boa estratégia para a recorrência da compra é utilizar-se de descontos para as próximas compra. Isso ajuda a pensar na sua empresa para comprar produtos em outra ocasião.

Outra é a utilização dos modelos de cashback, retribuindo parte da arrecadação como descontos futuros. O cashback é uma estratégia em que o cliente faz uma compra e ele recebe de volta uma parte do dinheiro gasto impulsionando a fidelização e possibilitando a colaboração entre empresas para a construção de programas integrados e divisão de base de clientes.

O compartilhamento de descontos e benefícios entre as redes de contatos também podem ser uma ótima oportunidade – compre na Black Friday e ative o desconto na compra do Natal, indique para o seu amigo e ganhe um desconto, presenteie o seu amigo e ele ainda ganha um desconto para a próxima compra, etc.

2. Aumente seu tíquete-médio

Aproveite a oportunidade para estimular o aumento do tíquete-médio, podendo ser por meio de kits promocionais combinando produtos de maior e de menor margem, ou até oferecendo descontos progressivos.

Uma dica para escolher os produtos para a Black Friday:

  • que têm maior margem para desconto,
  • que estão parados no estoque
  • e produtos “isca” – produtos baratos que vendem bem e são porta de entrada para outras vendas.

Conhecendo bem seus produtos e fazendo uma boa estratégia de precificação, ficará mais fácil pensar nesse mix.

Apesar de qualquer ação promocional, a venda a qualquer custo não é uma alternativa. É essencial considerar que o momento de retomada é sensível para a maioria dos consumidores. Entender o que seu cliente busca e conseguir oferecer de forma pertinente o que ele precisa será uma das melhores dicas para uma venda adequada.

3. Envie mensagens para a sua base de clientes

Trabalhe bem a comunicação com sua base de clientes (respeitando a Lei Geral de Proteção de Dados) informando como sua loja participará do Black Friday, se será na loja física, nos canais digitais ou em ambos. Informe quais produtos terão condições diferenciadas e os requisitos para a ativação das promoções. Produza textos comunicando as promoções. É interessante usar cores fortes e bem impactantes, para combinar com o apelo que a data tem.

Escolha os canais que vai usar e crie um cronograma de divulgação. Você pode usar email, redes sociais. Suas campanhas de Black Friday podem estar em vários canais.

4. Tenha uma presença ativa em suas redes sociais

A busca por produtos costuma subir muito nos períodos que antecedem e durante a Black Friday. Aproveite esse aumento de tráfego para ampliar sua base de seguidores, assim a possibilitará um maior alcance de suas divulgações orgânicas nas redes sociais.

E lembre-se de atualizar as capas de suas páginas nas redes sociais com uma arte impactante. Aproveite os recursos do Facebook, por exemplo, de inserir vídeos na imagem de capa e chame atenção dos seus seguidores. Aproveite para mostrar os produtos que estarão em desconto no dia da Black Friday.

Canais como o WhatsApp podem ser funcionais principalmente para a manutenção do pré e pós-venda.

Dados da pesquisa Ebit, Nilsen, 2019, mostraram que 418 mil brasileiros compraram pela primeira vez via internet durante a Black Friday de 2019, sendo o Instagram a mídia que mais motivou as compras, após o Facebook.

5. Explore promoções além dos descontos nos preços

Apesar do forte apelo para liquidações e grandes descontos, o cliente pode estar à procura de um bom negócio que não necessariamente seja o menor preço. Assim, é importante apresentar que o valor do negócio é interessante. O valor envolve tanto o custo do produto, mas também o custo logístico, segurança transacional, garantias, confiabilidade, marca e atendimento. Enfim, o valor é algo percebido e o lojista deve se apropriar deste conceito em sua abordagem com o cliente.

Atenção:

Algumas lojas costumam adiantar suas campanhas de Black Friday, começando alguns dias ou semanas antes da data oficial. 


Além disso, outro ponto estratégico da Black Friday são os horários. Avalie qual é mais interessante. Pode ser meia noite, de quinta para sexta; na noite de quinta; na sexta de manhã cedo. Em 2019, segundo pesquisa Ebit, Nielsen, 55% dos pedidos online foram realizados via mobile entre a quinta e a sexta-feira da semana da Black Friday.

Se suas vendas forem exclusivamente online, não se esqueça de garantir que seu site irá funcionar perfeitamente no dia da Black Friday, porque provavelmente será um dia que o fluxo de usuários estará bem acima do normal. Se sua empresa pode fazer a integração dos canais físicos e online essa é uma oportunidade.

Não se esqueça que ainda é preciso considerar as orientações estabelecidas pelos órgãos de saúde para evitar as aglomerações e manter as medidas de segurança no varejo físico – principalmente em relação a uma ativação promocional agressiva como na Black Friday.

Planeje e anote o mais importante: a qualidade do atendimento ao cliente sempre deve ser uma prioridade no negócio. No entanto, em datas especiais, você empresário deve estar mais atento. Afinal, a excelência no atendimento é o que garante a construção de relacionamento com o cliente a longo prazo.

Para outras dicas, acesse esta página do Sebrae/SP, informe alguns dados e baixe o e-book "Retorno às Atividades: Black Friday".

Veja também:

Você está preparado para a Black Friday 2020?

Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora