this is an h1

this is an h2

Fri Jun 10 17:28:36 BRT 2022
Mercado e Vendas | LOJA ONLINE
E aí, vamos falar de moda? Como vender pelo Instagram e WhatsApp

Seu negócio é de moda, você quer vender online, mas não tem um site? Aprenda a vender nas redes sociais

· 02/04/2020 · Atualizado em 10/06/2022
Imagem de destaque do artigo
 

Você, empreendedor, que está diretamente ligado ao processo de escolha das peças e da montagem das vitrines, sabe que o mercado de moda sofreu com o fechamento do comércio, por causa da pandemia da Covid-19. No entanto, esse período de crise trouxe importantes aprendizados aos empresários. Um deles foi a capacidade de adequar negócios, com rapidez e agilidade, prezando pelo cuidado com o relacionamento com a clientela.


E por falar na clientela, todas as mudanças dos últimos anos, também transformaram o hábito do consumidor, e, consequentemente, abriu-se uma nova possibilidade: a venda on-line.  

De acordo com dados divulgados pelo Relatório do e-commerce no Brasil, edição de abril de 2021, o faturamento subiu cerca de 63,18% nas vendas on-line. Além disso, segundo a plataforma de desenvolvimento Nuvemshop, o comércio eletrônico de moda faturou cerca de R$ 134 milhões e ainda registrou um volume de 244% de crescimento em pedidos.

Os canais digitais são uma superferramenta de vendas, e as redes sociais se tornaram um excelente ponto de contato, vendas e relacionamento com os clientes. Além disso, elas atuam como um importante suporte para o empreendedor, uma vez que não demandam grandes recursos para vender on-line, proporcionando, com isso, velocidade, garantia de presença digital e a possibilidade de alavancar vendas. 

 Mas se, mesmo após esse período, você ainda não utiliza as redes sociais para dar start nas suas vendas, separamos neste artigo algumas dicas de como vender on-line sem ter um e-commerce.

 Este conteúdo é tão amplo que foi dividido em duas partes para você! Acompanhe as ideias abaixo e não deixe de conferir a parte 2!

Parte 1 – Redes sociais

VENDAS PELO INSTAGRAM

A venda por meio das redes sociais não é novidade, haja vista que, mesmo antes da crise, já era o principal canal de vendas para muitas marcas. É possível utilizar várias delas de forma comercial, contudo, para negócios de moda, a mais indicada hoje é o Instagram. Além de ser uma rede social com forte apelo visual, conta com grande audiência e possui um número expressivo de conteúdos e consumidores de moda. Combinada com o WhatsApp, é uma ferramenta poderosa de presença, relacionamento e vendas para marcas e empresários. 

Se a sua marca já está no mercado, provavelmente já possui uma conta no Instagram. Se ainda não, é bem fácil criar a sua. Basta, para isso, se cadastrar na plataforma e colocar o nome de sua empresa.

Conta criada, considere que ela é sua loja e seu perfil é sua marca. Parabéns, você acaba de criar um canal de vendas on-line! Para começar a movimentar sua marca via Instagram, considere as dicas a seguir.

1 – Transforme seu perfil pessoal em “perfil comercial”

Muita gente não sabe, mas em 2016 a rede social permitiu a criação de contas comerciais, com a finalidade de diferenciar um perfil pessoal de um perfil de uma empresa, oferecendo também outras funcionalidades que podem lhe ajudar na gestão do seu negócio. Além disso, um perfil comercial já mostra para o público que sua empresa tem uma postura profissional e busca oferecer o melhor tipo de atendimento — com todos os recursos disponíveis na ferramenta.

Se você ainda não tem um perfil comercial, pode criá-lo agora! Separamos dois sites com o passo a passo para você aprender, veja:

2 – Tenha uma bio inteligente

A bio é aquele espacinho no topo do aplicativo que traz informações sobre o seu perfil e a sua marca. É o espaço que deve comunicar ao visitante qual é o seu negócio e quais os seus diferenciais. Ela deve ser interessante a ponto de não apenas atrair seguidores, mas também de  convertê-los em clientes. A bio é o primeiro ponto de contato do seu visitante antes do seu feed. Por isso, é superimportante você dizer claramente quem você é! 

Quer saber mais sobre como construir uma bio de sucesso? Veja esse vídeo da Camila Renaux, que fala superbem sobre esse assunto.

3 – Seu feed é sua vitrine!

No mundo da moda, a vitrine é uma das principais ferramentas para atrair os clientes para o interior das lojas. No Instagram, não é diferente. Se a sua conta é a sua loja e o seu perfil é a sua marca, o seu feed é a sua vitrine. 

É importante que os negócios de moda que desejam investir no Instagram mantenham um feed com fotos de qualidade dos seus produtos, além de outros conteúdos que possam apoiar as vendas.

Dicas quentes:

  1. Mostre fotos das araras, do seu espaço físico, para que o cliente perceba que o seu negócio é estabelecido além das redes sociais. E, se ele desejar, ofereça também a opção de atendimento presencial (dica para quando acabar o isolamento social);
  2. Mostre fotos de looks completos, mostrando que sua loja tem uma curadoria de estilo. Busque, com isso, alavancar o tíquete médio – ou seja, o número de peças vendidas por cliente. Faça parcerias com consultoras de imagem que possam lhe ajudar a montá-los e oferecer conteúdo no seu perfil em troca da divulgação do seu trabalho.
  3. Use modelos reais nas suas fotos! Evite fotos de modelos da internet que usam as mesmas roupas. Por mais que seus fornecedores possam ter fotos superelaboradas, com roupas que você também vende, em geral, elas não representam a identidade da sua marca. Utilizar as fotos de fornecedores pode deixar o seu feed sem identidade e desconectado do que você oferece.

Não é necessário contratar modelos, mas é interessante que suas clientes conheçam a modelagem do produto, o caimento, o comprimento das peças. Lembre-se: elas não estão tocando nas roupas; por isso, o máximo de informações que puder passar por meio da foto é ideal. Esse é momento de você entrar na frente das câmeras, ou convidar uma amiga, uma tia, uma sobrinha para ser sua garota ou garotas-propaganda!

Quer saber mais sobre como construir um feed harmônico e organizado? Veja este vídeo da Camila Renaux, que fala muito bem sobre esse assunto.

4 – Produza conteúdo

Essa é a dica do milhão! A finalidade das redes sociais, seja ela qual for, é a conversa, o bate-papo, a troca de informações e a interação entre as pessoas. Por isso, só a venda de produtos não é suficiente para manter seu canal interessante e bem acessado. A criação de bons conteúdos se tornou algo muito importante, e, hoje, é uma das estratégias indispensáveis para se ter sucesso na internet.

Trazer dicas úteis para seus clientes é uma boa forma de produzir conteúdo complementar no seu canal. Apesar de o seu perfil estar disponível para os seus seguidores 24 horas por dia, sete dias na semana, nem sempre eles vão acessá-lo com o intuito de comprar. Ter informação interessante e de qualidade é fundamental para manter um cliente sempre presente, que lembrará da sua marca no momento da compra.

Quais tipos de conteúdo você pode oferecer no seu canal de moda?

  • Tendências, cores e modelos da temporada;
  • Dicas sobre organização de guarda-roupas e closets;
  • Dicas sobre a lavagem e a armazenagem de peças delicadas;
  • Dicas de montagem de looks para diversas ocasiões;
  • Notícias do mundo da moda;
  • Dicas sobre o universo do seu público: dicas sobre o universo feminino, infantil, praia, fitness, masculino – de acordo com os produtos que você venda.

IMPORTANTE! Nem sempre você será o gerador de todo esse conteúdo, até porque alguns deles exigem a presença de um profissional qualificado para entregar informação de qualidade. Faça parcerias! Personal stylists, maquiadores, consultores de imagem, personal organizers e muitos outros podem ser parceiros na construção dos temas. Ele ganha visibilidade e autoridade no Instagram e você, um conteúdo de qualidade e mais seguidores. 

É importante saber também que o modelo de textos no Instagram são textos curtos. Se você gostar da ideia e quiser escrever mais, direcione seus seguidores para outros canais – blog, site, LinkdIn ou outros.

5 – Abuse dos stories, vídeos, lives e destaques para apresentar os seus produtos

A geração de conteúdo não deve ser explorada só no feed. Na verdade, uma das grandes ferramentas de engajamento no Instagram são os stories. Por ser de rápido consumo e ter um apelo visual incrível, os stories te ajudam a captar rapidamente a atenção do público e a opinião deles sobre determinado assunto. 

Disseminar conteúdos por meio de vídeos faz muito sentido no Instagram. Você pode utilizar vídeos tanto no feed (no máximo 1 minuto), nos stories ou em um espaço específico do Instagram, que é o IGTV. Hoje os vídeos são a maneira mais eficiente de trazer engajamento e atenção para a sua marca. Seus clientes se identificam primeiro com o que você fala e depois com o que você vende. Explore essas ferramentas! 

Confira a diferença entre feed e stories e se prepare para a sua produção de conteúdo.

E conheça outras formas de trabalhar com vídeos e stories no Instagram neste vídeo.

VENDAS POR WHATSAPP E TELEGRAM

Além de utilizar seu Instagram como vitrine para os seus produtos e ponto de contato com os seus clientes, uma forma de potencializar esse canal de vendas é utilizar o WhatsApp ou o Telegram para aproximar ainda mais esse relacionamento. Você pode distribuir os conteúdos também por WhatsApp, por meio de listas de transmissão e grupos, ou formar um grupo da sua marca no Telegram.

A vantagem do Telegram em relação ao WhatsApp é a possibilidade de criar grupos para um número maior de pessoas. Enquanto um grupo de WhatsApp tem o limite de 256 membros, no Telegram são permitidos até 200 mil integrantes. Via Telegram, é possível que você utilize ainda as famosas enquetes, as mesmas que o Instagram possui para movimentar as suas redes. A venda por esses canais deve ser a mais direta e facilitada possível. Por isso, é importante que suas peças sigam com os valores e as formas de pagamento; as promoções devem ser anunciadas logo de início, pois isso chama a atenção de seus clientes para explorar os conteúdos.

Gostou das dicas? Agora você já sabe como começar a vender nas redes sociais.

 

Agora, confira a Parte 2 - "Como vender online através de Marketplace".

 

Escrito por Anny Pricylla Santos, colaboradora do Sebrae Nacional.
Foto de Maddi Bazzocco no Unsplash.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora