this is an h1

this is an h2

Empreendedorismo | MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL
Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios

Atividade é a mais formalizada do MEI e você pode ter acesso a dicas para melhorar seu negócio

· 23/02/2022 · Atualizado em 23/02/2022
Imagem de destaque

Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, essa é a atividade mais formalizada como MEI em Mato Grosso do Sul, com 17.563 formalizações. Se você é, ou quer ser, empreendedor deste ramo, vai acompanhar neste conteúdo algumas dicas e materiais para aprimorar seu negócio.

Se você ainda não formalizou seu negócio, acesse o artigo “Quero abrir MEI em Mato Grosso do Sul” e tenha várias informações sobre como começar o seu empreendimento.

Sobre esse MEI

O MEI de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios pode vender itens como calças, camisas, bermudas, vestidos, cintos, meias, gravatas e muitos outros produtos de moda ou acessórios complementares.

O mercado varejista na área de vestuário e acessórios vem crescendo e ganhando mais espaço, principalmente com sua inserção no mundo digital. Esse aumento aliado à vontade de empreender resulta no alto número de formalizações.

Quer saber se o seu comércio está incluso da forma correta nessa atividade? Clique aqui e busque no item “Lista de descritores”.

Dicas para o segmento

Algumas orientações podem auxiliar seu negócio, por exemplo, definir qual nicho vai trabalhar no seu negócio ajuda a conhecer mais seu público-alvo e saber quais alternativas são mais viáveis.

Além dessa, separamos algumas outras dicas, para você colocar em prática no seu comércio varejista de vestuário e acessórios.

Tenha um diferencial

O primeiro ponto a se pensar, em qualquer negócio é: qual o seu diferencial? Em um mercado competitivo, como o de vestuário e acessórios, quem inova ganha destaque. Neste sentido, é possível pensar em:

  • Novas formas de apresentar os produtos, por exemplo, com alguma temática ou para um público específico;
  • Diferentes formas de atendimento e possibilidade para realizar a compra, agilizando esse processo;
  • Uma experiência completa para o cliente, por exemplo, oferecer a possibilidade de ajuste de alguma peça em parceria com alguma costureira.

Esses são apenas alguns exemplos, lembre-se que seu diferencial pode ser algo simples que apenas facilita a compra do cliente e torna aquele momento agradável.

Estude o mercado

É importante ficar atento a tendências ou o que está em alta no mercado. Você não precisa trazer todas as novidades para o seu negócio, mas vale a pena buscar formas de incluir algumas sem perder a essência do seu empreendimento.

Um exemplo, dentro do comércio varejista de meias, são as meias de super-heróis que ficam em alta dependendo dos filmes que ganham repercussão.

Esteja presente no digital

Essa dica é válida para qualquer empreendimento atualmente: é importante ser visto no mundo digital. Para isso, você pode acessar alguns conteúdos nossos sobre Google Meu Negócio, Instagram e outros canais de venda online.

Você não precisa utilizar as redes sociais para vender somente, caso esse não seja seu objetivo no momento. Atualmente, criar conteúdos faz empresas criarem públicos e até mesmo comunidades para o seu negócio.

Por exemplo, um comércio varejista de lingerie pode elaborar conteúdos sobre como cuidar das peças, os bastidores e até mesmo questões mais pessoais, sem invadir a privacidade do cliente, mas criando uma proximidade maior com esse público.

Caso queira investir em um e-commerce vale a pena conferir uma cartilha que traz algumas dicas e orientações específicas para o segmento de moda. É só clicar no arquivo abaixo e baixar.

 Em caso de ponto físico, invista no visual

Grande parte das atividades de vestuário estão ligadas a quem busca por algo esteticamente agradável, certo? Como um cliente que entra em um comércio varejista de boutique.

Neste sentido, não é somente a peça que deve ser agradável esteticamente, o seu espaço também precisa conversar com o cliente. Por isso, apresente um ponto físico organizado, invista no visual, utilize uma iluminação que valorize seu produto, tenha uma vitrine de exposição e inspire seus clientes.

Para oferecer uma experiência completa para o cliente, você pode contar com o curso “Varejo de moda: o ponto de venda como experiência”.

Tenha variedades, apesar da segmentação

Mesmo depois de segmentar o seu negócio é preciso oferecer variedades. Para entender melhor, você não precisa ter vários produtos, mas ter variedade de tamanhos e cores é interessante.

Isso é primordial em comércios de vestuário que os clientes buscam por alguma necessidade, como os varejistas de uniformes escolares e uniformes médicos.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora