ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Leis
Presidente do Sebrae participa de debate sobre o “custo Brasil”
Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae, participou de uma audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos, sobre o Custo Brasil.

Cerca de 20 documentos de identificação são necessários aos brasileiros para que exerçam alguns de seus direitos e deveres. Isso faz com que a vida no Brasil seja bem mais complicada do que em outros países. O exemplo foi dado pelo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, que participou de uma audiência pública no dia 23 de agosto, na Comissão de Assuntos Econômicos,  sobre o Custo Brasil.

No encontro, também foi debatido o papel da concorrência, das microempresas e da Inovação sobre a produtividade. No país são necessários 100 dias para se abrir uma empresa, o que pode ser feito em quatro dias nos Estados Unidos ou em cinco no Chile. Iniciar um novo empreendimento, obter crédito e depois pagar os tributos são três das maiores dificuldades enfrentadas pelos empreendedores.

Empresas optantes pelo Simples sobrevivem mais. Então, temos que partir para simplificação do processo tributário, até porque isso melhora a arrecadação. O sistema arrecadatório tradicional está obsoleto e não cumpre o seu papel, por isso é preciso simplificar, como o Simples fez.

Na fase de debates, o senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO) afirmou que o início da diminuição do Custo Brasil poderia começar pelo Sebrae e pelo Sistema S, do qual fazem partes instituições como Sesi, Sesc e Senai. O senador criticou o alto custo das entidades, e segundo ele, o pouco retorno dado aos trabalhadores e a falta de transparência.

Guilherme Afif respondeu ressaltando a importância do Sebrae e o fato de pequenas e micro empresas não serem obrigadas a contribuir. Segundo ele, as grandes e médias pagam pelas menores.

 

*Fonte Sebrae

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora