COMUNICAÇÃO

5 dicas para abrir um bar lucrativo

O seu estabelecimento tem que ser sinônimo de boas experiências. Veja como tornar o seu empreendimento mais atrativo e lucrativo.

O bar costuma ser um ponto de encontro para muitos brasileiros. Ele serve para reunir os amigos, comemorar aniversários e até mesmo se distrair depois de um dia cansativo. Muitas vezes seu reconhecimento vem de suas especialidades gastronômicas. E é essencial ter um ambiente agradável, decoração personalizada e oferecer descontração e experiências inesquecíveis.

Por isso, fique atento a tudo na hora de montar um estabelecimento desse tipo.

O negócio de bares e restaurantes é o que oferece o maior número de vagas, em torno de
6 milhões de pessoas. Isso representa 8% dos empregos diretos em todo o Brasil, conforme a Abrasel, a associação do setor. Além disso, o segmento é importante como uma atração de turistas. Nos grandes centros urbanos chega a ser uma das principais opções de lazer da população.

Vida noturna e gastronomia são as principais características do ramo. Mas para abrir um bar de sucesso você deve trabalhar muito bem para prestar um serviço profissional. Avalie objetivamente a sua forma de atuação, o público-alvo, a localização, o cardápio de comidas e bebidas, bem como as expectativas comerciais.

Então, que tal conhecer as principais providências que deve tomar para conquistar o público como um todo, desde o mais simples ao mais sofisticado? Confira as 5 dicas que preparamos para deixar o seu negócio mais atrativo e lucrativo.

1. Criatividade para o negócio dar certo

Bar é o tipo de negócio que tem muitos concorrentes. Isso exige do proprietário muita criatividade para se destacar. É necessário observar o mercado local e identificar o nicho de clientes para o qual o direcionará o estabelecimento. Vale lembrar que a ociosidade do estabelecimento pode ser alta. Ela pode chegar a 50% nos dias de baixo movimento, dependendo da sua localização e da sua proposta de valor.

Para avaliar os prós e contras de abrir um estabelecimento desse tipo, faça um plano de negócios. Com ele, você consegue identificar:

  • A oportunidade de negócio.
  • A clientela.
  • A concorrência.
  • A estimativa de faturamento.
  • O investimento necessário.
  • O custo operacional.

Esses dados são importantes. Eles servem para avaliar em que diferenciais deve investir para se tornar mais atrativo do que a concorrência. Com informação e criatividade, você pode descobrir novas oportunidades e nichos inexplorados. Além disso, pode entender como a concorrência trabalha. Assim, conseguirá ver o que está dando certo ou não no mercado para inovar, diversificar e agregando valor ao seu negócio. Afinal, é o seu diferencial que vai atrair o público e aumentar o lucro do seu empreendimento.

Uma estratégia para manter o bar sempre com alguma novidade à espera dos clientes é acompanhar as tendências ditadas por TV, filmes e outras fontes de mudança de comportamento. O cliente que pede por novidade quer drinques exóticos, ingredientes não costumeiros na sua região, uma decoração ousada.

A inovação depende da criatividade, que não tem limite. O segredo é estar sempre atento aos anseios e expectativas dos seus clientes.



A introdução de TVs por assinatura com programações especiais tem se mostrado uma forma bastante eficiente para atrair clientes. Muitos procuram os bares para assistir a jogos importantes e decisivos. Faça a transmissão dessas partidas e marque um gol de placa para o seu estabelecimento.


2. A importância da localização

Uma boa localização é aquela que está no caminho dos clientes, perto de algum ponto de atração das pessoas que podem ser os futuros frequentadores do empreendimento. Por esse motivo, escolha o local onde instalará seu bar com base em pesquisas que identifiquem o perfil dos clientes, o seu poder aquisitivo, hábitos, culturas e gostos. A proximidade com universidades, cursinhos, zonas comerciais e escritórios ajuda a angariar novos frequentadores e uma clientela jovem.

  • A loja é acessível aos clientes?
  • Qual é o fluxo de pedestres no local?
  • A área em questão concentra mais atividades comerciais e/ou concorrentes?
  • Oferecer um estacionamento é necessário?
  • O público-alvo tem acesso garantido ao estabelecimento?


Nesse ramo, estar próximo à concorrência pode ser uma boa opção. Frequentemente, em grandes cidades existem regiões apenas com bares. Estar no meio deles pode ser um fator de sucesso. Isso não significa que não pode montar um bar afastado da concorrência e obter sucesso.

3. Exigências legais e específicas

Contrate um contador profissional para legalizar a empresa na Junta Comercial, nas Secretarias da Receita Federal (CNPJ) e de Fazenda, na Prefeitura do Município (para emissão do alvará de funcionamento), entre outras funções. Consulte a administração sobre a legislação local para esse tipo de negócio. Aqui você confere um passo a passo de como fazer o registro da sua microempresa.

Algumas normas e leis que você deve saber antes de abrir seu bar são:

  • Lei no 9.294/1996: proíbe o uso de cigarro em todo ambiente público e fechado.
  • Lei no 8.069/1990: proíbe a venda de bebida alcoólica para menores de 18 anos em todo o território nacional.
  • Resolução RDC no 216 da Anvisa: determina que todo restaurante, lanchonete, padaria, cantina, bufê e bar adote procedimentos que se adequem ao Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação.

Além disso, procure a prefeitura local e verifique a lei de zoneamento. Isso é importante para saber se pode montar um bar na região. Pesquise também o comportamento da vizinhança em relação à tolerância a ruídos. Saiba se a cidade tem Lei do Silêncio para estabelecimentos comerciais.

4. Estrutura e identidade visual

A estrutura de um bar pode ser simples: balcão, salão para as mesas, banheiros, depósitos para estoque e cozinha. Se a clientela for exigente, invista num projeto arrojado, inclusive temático. Seja criativo na hora de criar um nome e lembre-se de que a identidade visual deve estar em sintonia com a proposta do seu negócio.

A temática do bar pode tornar o ambiente agradável e atrativo. Ela nada mais é que a decoração e o estilo do estabelecimento. Considere-a um requisito competitivo. Você pode variar o tema de acordo com datas comemorativas. Por exemplo, faça um arranjo diferente para o Dia dos Namorados e o Carnaval.

Mas há bares que usam a temática como identidade. É o caso de um pub. Nele o ambiente remete a um verdadeiro estabelecimento britânico. Outro exemplo é o bar country com estilo e músicas do gênero.

5. Funcionários

Tenha cuidado ao escolher garçons, cozinheiros e barmen. Eles são o cartão de visita do seu negócio. O mais importante é que os funcionários sejam treinados e qualificados. Isso contribui para o bar ser realmente um local agradável. Os clientes valorizam o bom atendimento.

Cortesia, atenção, respeito e honestidade são valores que o proprietário deve transmitir aos seus empregados. Lembre-se: atender bem é um diferencial. Tanto o empreendedor como a equipe de atendimento deve identificar o cliente e suas necessidades. Tenha também tranquilidade para lidar com queixas e reclamações e, principalmente, habilidade para solucionar os problemas.

Para preservar a imagem positiva do estabelecimento, a comunicação entre a equipe de atendimento e a clientela precisa ser efetiva e clara. Da mesma forma, apresente sempre prontidão, disposição, esforço, cordialidade e superação.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: